Um indivíduo suspeito pela prática de homicídios na cidade de Jequié morreu em confronto com policiais militares do 19º BPM, nesta quinta—feira (1), ao ser visto pela guarnição do Ceto em atitude suspeita na Rua da Luz, no bairro KM 3. De acordo com informações da Polícia Militar, Felipe Ribeiro dos Santos, de 29 anos, estava na companhia de outro indivíduo que, ao perceber a chegada dos militares, ambos empreenderam fuga. Um dos suspeitos pulou o muro de um imóvel e fugiu, tomando rumo ignorado. Já Felipe, que era apelidado de Felipão, teria disparado disparos de arma de fogo, havendo revide, sendo o mesmo alvejado e socorrido ao Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, onde foi atendido pelo médico plantonista, mas conforme a PM, ele não resistiu e foi a óbito.

Com Felipão, a PM aprendeu uma Pistola Cal .40, marca Taurus de numeração suprimida, juntamente com 1 carregador contendo 3 munições intactas, 1 aparelho celular marca Samsung, 1/2 tablete e mais 4 porções pequenas de substância análoga à maconha, pesando cerca de 700 g e 15 trouxas de substância análoga a cocaína. Todo o material foi apresentado na Delegacia Territorial de Jequié e o Auto de Resistência lavrado pelo delegado Moab Macedo.

Felipão teria matado mulher feita de escudo humano

Ainda segundo informações policiais, Felipe Ribeiro dos Santos possuía diversas passagens e era um dos suspeitos de um duplo homicídio registrado no último dia 23 de janeiro, na Rua da Grécia, no bairro Km 3, por volta das 19h05 do dia (23). O alvo dos criminosos era Jeferson Silva Oliveira, 18 anos. Na tentativa de proteger-se dos agressores, a vítima usou o corpo da senhora Cleonice Borges de Brito, 39 anos, moradora do bairro. Ambos foram alvejados. Jeferson ainda foi encaminhado com vida ao Hospital Geral Prado Valadares. Dona Cleonice morreu a caminho do hospital. Ela trabalhava na indústria de calçados Ramarim e era esposa do líder comunitário conhecido por Edvaldo Negão, ex-presidente da Associação de Moradores do bairro e ex-candidato a vereador nas eleições de 2016. A morte da mulher comoveu os munícipes. Blog Marcos Frahm.