Avaliação a partir de exames preliminares é de que houve lesão no ligamento cruzado de seu joelho direito. Notícia colocou CBF em alerta.

Daniel Alves tem exame marcado para às 9h (de Brasília), mas a sensação dele, de pessoas próximas e da comissão técnica do Brasil é de que a presença em sua terceira Copa do Mundo está sob um risco muito grande. O lateral lesionou o joelho direito na última terça-feira (8), na final da Copa da França pelo PSG, e apesar de ter caminhado ao deixar o gramado inicialmente e até dado volta olímpica, gerou alerta nos minutos seguintes.

Jogadores brasileiros do PSG acreditavam que Daniel Alves estava bem, mas a avaliação a partir de exames preliminares é de que houve lesão no ligamento cruzado de seu joelho direito. A notícia causou surpresa no vestiário e apreensão na comissão de Tite, que já se comunicou com o clube francês via Rodrigo Lasmar, médico do Brasil, mas ainda estuda a melhor estratégia para seguir o caso. Ricardo Rosa, preparador físico, e Rafael Martini, fisioterapeuta, trabalham no PSG e estão convocados pela CBF para o Mundial.

A decepção no vestiário foi grande e abafou a festa pelo terceiro título do ano na noite de Paris. Segundo pessoas próximas, até o médico do clube se mostrou abalado em dar a notícia do exame preliminar para Daniel Alves, que completou 35 anos nesta semana. A reação do jogador, que conquistou o 38º título da carreira nesta quarta, foi de muita força. Apesar do clima geral, ele adotou uma “postura de capitão”, transmitiu uma mensagem positiva aos colegas, ainda que ciente da condição do joelho direito.

Só nesta quarta, porém, é que poderá se confirmar esse diagnóstico inicial, que pode tirar Daniel Alves da Copa mesmo que a lesão não seja das mais graves, como ruptura de ligamento cruzado. Tudo porque o tempo é curto: a convocação de Tite é na próxima segunda (14), a apresentação na semana seguinte (21) e a estreia na Rússia dentro de 40 dias – o Brasil pega a Suíça dia 17 de junho.