Na manhã deste sábado, 09 de junho, policiais militares do PETO e do 1° Pelotão da 44ª Companhia Independente de Polícia Militar saíram em diligências até o distrito de Ibirajá, onde iriam cumprir um mandado de prisão em desfavor do traficante Ramiro Fabiano Neto, 35 anos de idade, o vulgo “Tota”, que era foragido da Justiça do Espírito Santo, após matar a tiros em 2017, a sua ex-namorada Maria Helena Andrade da Silva, 21 anos de idade, na cidade de Alto Rio Novo. Após o crime, Tota fugiu do estado e acabou se escondendo no pacato distrito.

A ação dos militares visava cumprir o mandado de prisão pelo crime contra a ex-companheira, e também por participações do criminoso em outros crimes ligados ao tráfico de drogas no ES. Segundo informações Ramiro, o Tota, já estava sendo investigado pela Polícia Civil de Itanhém por ligações com o tráfico de drogas em Ibirajá. Segundo o portal LN, ele seria comparsa do traficante conhecido como “Luizinho”, que é apontado como chefe do tráfico na região de Ibirajá. Em troca de informações com a Polícia Civil do Espírito Santo foi descoberto a existência do mandado de prisão que seria cumprido, mas, ao ter o seu imóvel cercado pelos militares o traficante começou a efetuar disparos contra as guarnições na tentativa de fugir.

Os militares, prontamente, responderam à injusta agressão e acabaram baleando o Tota. Mesmo baleado o criminoso deixou o imóvel e pulou alguns muros e acabou caindo em uma rua dos fundos, ainda com a arma em punho. Foi dada voz de rendição e, após largar a arma, o criminoso foi socorrido para o Hospital Municipal de Medeiros Neto, mas não resistiu e veio a óbito. Tota, que vinha sendo monitorado pela PC/ES, é investigado por ser uma espécie de executor do tráfico, onde fazia a “cobrança” do tráfico. Após executar a namorada em Alto do Rio Novo, distrito de Monte Carmelo/ES, ele seguiu para a Bahia onde manteve sua vida ligada ao tráfico. A ação policial com resultado morte foi registrada na sede do Plantão Regional e o corpo de Tota removido para o IML de Teixeira de Freitas, onde será submetido à necropsia.