:: 20/jun/2018 . 7:35

Operação da Polícia Civil apreende fogos de artifício em Cruz das Almas

As apreensões foram realizadas pela Equipes da Coordenação de Fiscalização de Produtos Controlados (CFPC) .

Participe do nosso grupo no WhatsApp. Clique aqui!

Equipes da Coordenação de Fiscalização de Produtos Controlados (CFPC) da Polícia Civil, deflagraram, na manhã de ontem (18/jun), a Operação “Em Chamas”, que tem o objetivo de fiscalizar a venda de fogos de artifício no Estado.

Em Cruz das Almas, no Recôncavo, quatros estabelecimentos foram vistoriados pelas equipes. No local foram apreendidas 13.700 (bombas); 343 dúzias (espadinhas) e 21 dúzias de (foguetinho), além de sacos com fogos de fabricação artesanal. O material apreendido foi encaminhado para Salvador onde será periciado e posteriormente destruído.

Comandada pelo coordenador da CFPC, delegado Fábio Silva, a operação que tem como objetivo principal garantir a qualidade do produto e segurança do consumidor, encontrou vários fogos de artifício irregulares com ausência de rótulo e informações necessárias.

Em contato com o Forte na Notícia, via aplicativo WhatsApp, o delegado Cristovão Éder disse que não houve prisão, mas os comerciantes serão intimados para serem ouvidos e vão responder um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), pela comercialização de fogos de artifício sem rótulo nem informações acerca da natureza dos produtos, conforme dispõe o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Bahia: Grávida que se recuperava de um atentado é executada ao deixar o hospital

Casa da jovem foi invadida por criminosos, na cidade de Coaraci, no sul do estado. Polícia suspeita que vítima tenha sido testemunha de outro crime.

Participe do nosso grupo no WhatsApp. Clique aqui!

CLIQUE AQUI, imagens fortes.

Uma jovem de 20 anos foi morta a tiros na segunda-feira (18), dentro da casa onde morava, na cidade de Coaraci, no sul da Bahia. Segundo informações da Polícia Civil, a vítima estava grávida de 6 meses. De acordo com a polícia, Fabiana Silva dos Santos tinha acabado de chegar em casa, após passar alguns dias internada no Hospital de Base de Itabuna, também no sul do estado, quando foi atacada por criminosos armados. Após a ação, os homens fugiram do local.

Conforme a polícia disse ao G1 Bahia, a vítima estava no hospital para se recuperar de uma tentativa de homicídio, ocorrida dias antes do último crime. No entanto, a polícia não detalhou o dia exato do ocorrido. Ainda segundo a polícia, a suspeita é de que a vítima tenha sido assassinada por ter testemunhado um crime. O caso está sob investigação.

Polícia prende comerciante que revendia flores recolhidas em cemitério

Segundo a polícia, Domingos Eduardo de Negreiros Silva, de 33 anos, vendia as flores para as famílias e no dia seguinte ao sepultamento pegava as coroas de volta para serem revendidas.

Participe do nosso grupo no WhatsApp. Clique aqui!

Um comerciante foi preso após ser flagrado recolhendo flores do Cemitério Campo da Esperança, no bairro da Asa Sul, em Brasília. Por volta das 7h desta terça-feira (19), os agentes montaram campana no local e constataram a denúncia realizada anonimamente.

Segundo a polícia, Domingos Eduardo de Negreiros Silva, de 33 anos, vendia as flores para as famílias e no dia seguinte ao sepultamento pegava as coroas de volta para serem revendidas.

O vendedor de flores foi preso por agentes da 1ª Delegacia de Polícia, conforme informações do Correio Braziliense.

Violência: Ilhéus registrou 3 homicídios em menos de 24 horas. Imagens fortes

Terceiro assassinato ocorreu na madrugada desta terça-feira, na central de abastecimento do Malhado. Vítima foi identificada.

Participe do nosso grupo no WhatsApp. Clique aqui!

CLIQUE AQUI, imagens fortes.

A cidade de Ilhéus atinge a marca do 3º homicídio em menos de 24hs. Jorge Mário Borges dos Santos, 35 anos, foi assassinado por volta das 4h50 desta terça-feira, 19, próximo do módulo policial na central de abastecimento do Malhado, zona norte da cidade. De acordo com informações obtidas com a polícia militar, a vítima foi morta a facadas sem chances de defesa. Segundo o FR Notícias, até o momento, as circunstâncias do crime ainda são desconhecidas. Peritos do departamento de polícia técnica estiveram no local para o levantamento cadavérico. A elucidação do crime fica a cargo dos investigadores do núcleo de homicídios da 7ª Coorpin.

Brasil: Alcoolizado mata jovem atropelada, paga fiança de R$ 100 mil e sai pela porta da frente

Motorista ultrapassou a preferencial da motociclista e a atropelou. Suspeito disse aos policiais que havia tomado uma taça de vinho antes de sair para a rua.

Participe do nosso grupo no WhatsApp. Clique aqui!

O motorista que atropelou e matou uma jovem de 21 anos foi solto na sexta-feira (15) depois de pagar fiança de R$ 100 mil, em Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá. O acidente ocorreu na quarta-feira (13). Larissa Marcório, que morreu, trabalhava em um mercado na cidade. Ela pilotava uma motocicleta quando foi atropelada no cruzamento da Avenida Campo Grande com a Rua Rondonópolis. A jovem foi socorrida, mas morreu no pronto-atendimento. O motorista Luiz Carlos Bravin, de 56 anos, foi detido e levado pra delegacia da Polícia Civil. A Polícia Militar afirma que ele estava embriagado.

A reportagem entrou em contato com Bravin por telefone e ele disse que não vai se pronunciar sobre o caso. No momento da prisão, o motorista disse aos policiais que havia tomado uma taça de vinho antes de sair na rua. Bravin ultrapassou a preferencial da motociclista, que seguia pela avenida. Ele parou, prestou socorro e chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Quando os policiais chegaram no local do acidente, conversaram com o motorista e perceberam que ele estava embriagado. Bravin estava com olhos avermelhados, cambaleava ao andar e exalava odor de álcool. No entanto, ainda de acordo com a PM, ele não quis fazer o teste do bafômetro.

:: LEIA MAIS »

“Quem manda não é mais o Estado”, diz morador sobre ação do crime em conjuntos habitacionais de Conquista; áudio

Foto: Reprodução/Blitz Conquista

“Quem manda não é mais o Estado. Quem manda não é a população…” O mapa da violência em Vitória da Conquista demonstra que os conjuntos residências criados a partir de programas do Governo, principalmente ‘Minha Casa. Minha Vida’, estão dominados por facções criminosas. Sem equipamentos necessários para receberem milhares de moradores de comunidades heterogêneas, os conjuntos se tornaram  locais de disputa para o rentável comércio de drogas. Novas áreas de conflitos foram criadas, sem qualquer intervenção social que evitasse a expansão dessas facções. Traficantes controlam entrada e saída de pessoas em Conjunto do Minha Casa, Minha Vida em Conquista; intenção é evitar infiltração da polícia e rivais Em contato com o BConquista um cidadão gravou depoimento e denunciou o domínio do tráfico em vários conjuntos. De acordo com o denunciante, em alguns conjuntos residenciais “não se faz nada, sem que tenha o aval das facções”. Ouça o depoimento;

:: LEIA MAIS »