Contrariando todas as expectativas, e surpreendendo, após inaugurar o Aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista, na manhã desta terça-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro quebrou todos os protocolos de segurança, desceu do palco montado na na entrada do terminal e foi se encontrar com o público. O público, que lotou o estacionamento do novo aeroporto, foi ao delírio. Assista:

@jairbolsonaro vai para galera ??? ao som de Mito.#BolsonaroNaBahiapic.twitter.com/QhVnv6CGMu

— Brasil Futuro (@OBrasildoFutur1) July 23, 2019

Desde que pisou em solo conquistense, Jair Bolsonaro desmontou todas os rumores que circulavam sobre sua passagem pela cidade, e como seria seu comportamento antes, durante e após a cerimônia. Mesmo com tapumes, e segurança reforçada pelo Exército, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, para ocupar a lacuna deixada pela Polícia Militar que, por ordem de Rui Costa, não compareceu ao local, o presidente fez questão de demonstrar que sente carinho pelas pessoas e que, devidamente protegido, não se furta a ter contato com elas.

“Amo o Nordeste”

Momentos antes, em seu discurso, Bolsonaro fez questão de frisar que “ama o Nordeste”, apesar das polêmicas declarações, dias antes, que culminaram no cancelamento da presença do governador Rui Costa na cerimônia, anunciada horas antes pelas redes sociais. A viagem do presidente é a segunda ao Nordeste desde que ele tomou posse e a primeira após a polêmica causada por declaração sobre governadores da região. Em conversa informal com o ministro Onyx Lorenzoni na última sexta-feira (19), o presidente afirmou que “daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão”. Assista:

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

“Eu amo o Nordeste, afinal de contas, a minha filha, tem em suas veias, sangue de cabra da peste. Cabra da peste de Crateús, o nosso estado aqui, mais pra cima, o nosso Ceará. Quem é nordestino aqui levanta o braço. Quem concorda com o presidente Jair Bolsonaro levanta o braço. Estamos juntos ou não estamos?”, declarou nesta terça. “Não estou em Vitória da Conquista, não estou na Bahia, nem no Nordeste. Estou no Brasil. Não há divisão entre nós: [divisão por] sexo, raça, cor, religião ou região. Somos um só povo com um só objetivo: colocar esse grande país em um lugar de destaque que merece.” Durante o discurso, Bolsonaro defendeu o respeito às religiões e voltou dizer que, embora o estado seja laico, ele é cristão. Com informações do Site Vitória da Conquista Notícias.