Na tarde dessa quinta-feira, 22 de agosto, familiares da vítima, que foi encontrada morta em um terreno baldio, nos fundos do CSU, no Bairro Monte Castelo, em Teixeira de Freitas, na última quarta-feira (21), realizaram o reconhecimento do corpo, que foi identificado como, Luiz Diogo de Jesus Barbosa que era morador da cidade de Eunápolis.

Segundo os familiares, Luiz Diogo era homossexual, e teria vindo passear na cidade de Teixeira, e não sabiam dizer com quem o mesmo poderia estar quando aconteceu o fato. O médico legista, que realizou a necropsia, inicialmente declarou a causa da morte como indefinida, pois, não foi encontrado qualquer tipo de lesão externa ou interna que poderiam levar o transexual ao óbito.

Materiais foram colhidos para realização de exames complementares para que possa esclarecer a possível causa morte, que inicialmente está sendo tratado como homicídio, devido a forma, e local em que a vítima foi encontrada. O corpo foi liberado aos familiares, que realizaram o translado para Eunápolis, onde será velado e sepultado. Às investigações ficarão a cargo do delegado do NHT, Manoel Andreetta.

O crime

Nesta tarde de terça-feira, 21 de agosto, populares comunicaram o CICOM, através do 190, sobre um corpo que foi encontrado em um terreno baldio, aos fundos do CSU, na Rua Governador José Marcelino de Souza, no Bairro Monte Castelo, em Teixeira de Freitas. Uma guarnição da Polícia Militar se deslocou ao local, confirmando o homicídio, que deve ter ocorrido provavelmente na madrugada desta terça. A guarnição realizou a preservação do local até a chegada da Polícia Civil.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

A delegada Rina Andrade foi comunicada, e se deslocou, juntamente com o investigador Jaconias, e os peritos do DPT, para a realização do levantamento cadavérico e perícia no local. O corpo estava em decúbito ventral, aparentado ser de um homossexual (travesti), que trajava um short de cor amarelo, uma mine blusa listrada, uma fita de cor vermelha amarrada na cabeça, calçava um tênis. Ao lado do corpo foi encontrado uma bolsa feminina, contendo apenas alguns preservativos. Um inquérito será aberto para investigar a motivação e a possível identificação do autor.