O sentimento é de muita comoção pelo falecimento precoce da jovem Camila Mariano Soares, 27 anos, ocorrido em um trágico acidente automobilístico na noite de ontem, 25, em Jacobina. Camila trafegava de motocicleta pela Avenida Centenário quando, segundo relatos de testemunhas, foi atingida por um veículo que presta serviço de batedor para carretas que transportam equipamentos de torres eólicas.

A jovem caiu na pista e foi atropelada por outra moto que seguia logo atrás, conforme contaram populares ao Jacobina Notícias. O motociclista não conseguiu parar a tempo, e também sofreu ferimentos na queda. Camila ainda chegou a ser socorrida para a UPA 24h, porém não resistiu aos ferimentos. O acidente aconteceu próximo ao bairro Jacobina II, nas imediações da Policlínica Regional de Saúde. O motorista suspeito de atingir a moto de Camila fugiu do local sem prestar socorro, mas foi perseguido e preso pela Polícia Militar. Segundo a Polícia Civil, Ronaldo da Silva Souza, 42 anos, foi localizado nas imediações de uma empresa de torres eólicas, na Serra do Tombador.

Ainda segundo a polícia, Ronaldo apresentava sinais de embriaguez e se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas recebeu voz de prisão e foi conduzido para a Delegacia de Jacobina. Camila trabalhava na empresa Deo Motos. Nas redes sociais, muitos internautas lamentam a morte da jovem e lembram de sua “simpatia e educação no trato com as pessoas”. O velório da jovem Camila Mariano Soares ocorreu na Igreja Internacional da Graça de Deus, na Rua Senador Pedro Lago, no centro de Jacobina. O sepultamento aconteceu às 15h, no cemitério Campo Santo, na estrada do Pau Ferro, em Jacobina, sob grande comoção. Com imagem do Augusto Urgente.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook