Um feminicídio, seguido de lichamento até a morte do agressor, foi registrado pela Polícia Civil do Distrito Federal na manhã deste domingo (1º). O caso ocorreu em uma área rural conhecida como Café Sem Troco, na região do Paranoá. O 2º Batalhão de Policiamento Rural da PMDF foi chamado por volta das 7h e informou ter encontrado um casal gravemente ferido e desacordado.

Os militares apontaram “suspeita de dois óbitos” e acionaram a Polícia Civil. A delegada Jane Klebia, do Paranoá, disse ao G1 que havia uma festa de aniversário no local. Roseli Sousa Santos, de 33 anos, e o ex-marido Aneilton Vitorino da Silva, de 29 anos, teriam se desentendido durante a comemoração. “Testemunhas afirmaram que após agressões mútuas, Aneilton matou a ex-mulher com uma faca. Revoltados, conhecidos lincharam o agressor”, informou a delegada.

De acordo com a polícia, o grupo se valeu de socos, pontapés, tijolos e pedaços de pau para linchar o homem. A investigação não descarta o uso de uma faca também. Segundo a delegada, dois suspeitos pela morte de Aneilton já foram identificados. “Agentes da 6ª DP diligenciam em busca dos autores do linchamento”, afirmou Jane Klebia.

Separação após 10 anos e 7 filhos

Conforme a polícia, Roseli e Aneilton estavam juntos há 10 anos e tinham 7 filhos. O mais novo completou 3 anos. Testemunhas disseram que as brigas e agressões eram frequentes. O casal estava separado há cerca de três meses. “O Neilton agredia com frequência a Rose. Mas ela nunca denunciou o companheiro e dizia que não acreditava nas ameaças de morte que ele fazia”, disse uma testemunha. Ainda de acordo com depoimentos dados à polícia, o homem não aceitava a separação. // G1-DF.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook