Por decisão do juiz, atendendo o pedido do Ministério Público, e em vistas da grande repercussão na cidade, Fernando Otávio Lemos Cardoso, 20 anos, acusado de atropelar e matara jovem Raíssa Alves Ferreira, de 18 anos, na noite do último sábado (7), permanecerá preso preventivamente. Ele foi detido em flagrante, em estado de embriaguez, após provocar o acidente trágico. Ele também responderá por porte de drogas.

A prisão preventiva atende o anseio da sociedade, principalmente os familiares de Raíssa, que estiveram na entrada do Fórum João Mangabeira, pedindo à Justiça para que ele não fosse solto. Filho de um conhecido empresário do ramo de veículos, Fernando foi representado por um renomado escritório de advocacia da cidade. Isso não foi suficiente para que o rapaz obtivesse o habeas corpus. Ele foi levado ao presídio de Vitória da Conquista, onde responderá e seguirá os tramites do processo criminal.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook