Quatro pessoas morreram e sete ficaram feridas em um acidente que ocorreu na tarde de domingo (22), envolvendo três veículos, no KM 4 da BA-530, no município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Entre os mortos estão Sidney Souza Barreto Dantas, 26 anos, Sheila Silva Dantas, 24, e o filho do casal, Siuan Dantas, 5. Segundo parentes das vítimas, a família estava indo para a praia quando ocorreu o acidente.

Abalados, familiares dos mortos estiveram no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR), na manhã desta segunda-feira (23), para liberar os corpos de mãe e filho. Sem se identificar, um deles contou à reportagem que Sheila e Siuan foram arremessados para fora do veículo. Já o pai, Sidney, ficou preso às ferragens e teve o corpo carbonizado, assim como a quarta vítima, identificada apenas como Ronaldo. “Meu netinho era tão pequenininho, tão pequeno, por que, meu Deus”, indagava a avó do garotinho. Em prantos, a cigana, que preferiu não se identificar, lamentou as mortes também do genro e de Sheila, que deixou uma segunda filha, de 9 anos. “Agora ela está com a outra avó, mas já soube”, se limitou a dizer a mulher.

Acidente

Ainda não há informações concretas sobre o que causou o acidente. Segundo o tio de uma das vítimas, no entanto, foi uma batida “muito feia”. “Foi tão sério, que nenhum dos carros conseguiu parar, agora o que causou, exatamente, ninguém sabe”, diz ele, ao dizer que a informação de testemunhas é de que dois, dos três carros, se chocaram. Conforme a Polícia Militar, seis vítimas foram socorridas pelos agentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Geral de Camaçari. Ainda segundo a PM, uma vítima do sexo feminino foi socorrida pelo Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer), em estado grave, para o Hospital do Subúrbio.

Equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) e da 59ª Compnahia Independente de Polícia Militar (CIPM/Vila de Abrantes) estiveram no local e fizeram o acompanhamento do trabalho dos peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT) na remoção dos corpos. Sheila e Siuan tiveram os corpos liberados e seguem para Camaçari, onde serão sepultados esta tarde, em cemitério não revelado pela família. O corpo de Sidney, no entanto, não pôde ser retirado em função do estado de carbonização.

Procurado pelo CORREIO, o DPT informou que assim como Sidney, Ronaldo segue no local até que a perícia defina por qual meio serão identificados. Por meio da assessoria, a pasta disse que a técnica vai depender do estado de cada corpo. As possibilidades de identificação são por meio das digitais – caso haja algum “fragmento de digital”, a depender de quanto foi queimado, arcada dentária – a família precisa levar um exame odontolófico até os peritos ou DNA – que utiliza o material genético de algum familiar. À reportagem, a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) afirmou que não passa informações sobre o estado de saúde das vítimas. A Polícia Civil vai investigar as causas do acidente.

Resultado de imagem para acidente ba 530 camacari