Agentes da 24a Coorpin prenderam Adriana Nunes Cardoso Vieira, de 36 anos, acusada de autoria intelectual do assassinato do marido, Márcio Amorim Vieira, conhecido como Marcinho, no mês de janeiro, em Serra do Ramalho. A operação policial cumpriu mandado de prisão expedido pela justiça de Bom Jesus da Lapa. A mulher foi presa na cidade de Santana, Oeste da Bahia, onde residia atualmente.

A operação foi o resultado de vários meses de investigações pela Polícia Civil, sob o comando do delegado Marcos Aurélio, com apoio inicial do delegado Geraldo Almeida. A polícia não divulgou os motivos do homicídio. No dia 17 de janeiro de 2019, a família de Márcio emitiu um apelo pelas redes sociais, buscando ajuda para localizá-lo. Familiares disseram ao Portal Lapa Oeste, que ele havia sido visto pela última, por volta das 17h, na casa da mãe, em Bom Jesus da Lapa.

WhatsApp oficial 7798838-2781

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Às 18h o circuito de vídeo da residência registrou a sua saída. Depois dessa imagem, não foi mais visto e nem atendeu aos chamados telefônicos. O seu corpo foi encontrado carbonizado, com perfurações por tiros, dentro do próprio automóvel, incendiado, em uma estrada vicinal da Agrovila 20, em Serra do Ramalho. Segundo a Polícia Civil, Adriana havia registrado boletim por violência doméstica, contra Marcio.