outubro 2019
D S T Q Q S S
« set   nov »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: 25/out/2019 . 7:38

Justiça: 16 pessoas são condenadas à morte por queimarem viva jovem que denunciou assédio

Um tribunal de Bangladesh condenou 16 pessoas à morte pelo assassinato de uma estudante queimada viva depois de acusar um professor de assédio sexual. Nusrat Jahan Rafi, de 19 anos, morreu em consequência dos graves ferimentos que sofreu em abril deste ano, em Feni, uma pequena cidade a cerca de 160 km da capital do país, Daca. Entre os condenados pelo assassinato, estão o diretor da escola que Nusrat acusou de assédio e duas de suas colegas de classe.

Seu assassinato chocou Bangladesh e desencadeou uma série de protestos clamando por justiça. O julgamento foi um dos mais rápidos em um país onde casos parecidos geralmente levam anos para serem concluídos. O promotor Hafez Ahmed disse a jornalistas que a decisão da Justiça mostrou “que ninguém ficará impune em Bangladesh”. No entanto, ainda que rápida, a conclusão do caso não ajudou a aliviar a agonia de sua mãe. “Não posso esquecê-la nem por um momento”, disse Shirin Akhtar à agência de notícias Reuters nesta quinta-feira (24), chorando ao ouvir a sentença. “Ainda sinto a dor pela qual ela passou.” Advogados dos réus dizem que vão recorrer da decisão.

A investigação da morte de Nusrat revelou uma trama para silenciá-la, que envolvia seus próprios colegas de classe e vários homens poderosos de dentro da comunidade. Três professores, incluindo o diretor, Siraj Ud Doula, que segundo a polícia ordenou o assassinato depois que foi preso sob suspeita de assédio, foram considerados culpados pelo tribunal. Outros dois réus condenados, Ruhul Amin e Maksud Alam, são líderes locais do partido da Liga Awami. Foi constatado que vários policiais colaboraram com os condenados na divulgação de informações falsas de que Nusrat havia cometido suicídio.

WhatsApp oficial 7798838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

VÍDEO: Tiroteio durante enterro de cantor na Bahia deixa uma pessoa morta. Assista

Uma correria se instalou após um tiroteio durante um sepultamento no Cemitério Jardim da Eternidade, na manhã desta quinta-feira (24), em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. Um homem foi morto a tiros e pelo menos quatro pessoas ficaram feridas com estilhaços de vidro enquanto tentavam se proteger dos disparos. De acordo com o Serviço de Investigações da 4ª Delegacia de Homicídios da cidade, o homem baleado estava no local para o enterro de um tio. Assista:

WhatsApp oficial 7798838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »