Imagem

Um youtuber conhecido na internet por Muca Muriçoca, nome de seu canal que está na ativa desde 2012, está sendo acusado de pedofilia por um grupo de hackers. A notícia começou a bombar no Twitter no início dessa semana, com a gravidade ganhando maiores proporções ao longo dos dias.

O grupo hacker Sheol 666 publicou um dossiê online na última terça-feira (4) que pode comprovar o assédio e abuso sexual de menores de idade feitos por Muca, que atende pelo nome real de Murilo Cervi e que está com 39 anos. O documento conta com um índice de seis tópicos que mostram capturas de tela com relatos das vítimas, incluindo a metodologia usada pelo rapaz para coagir meninas menores de idade a se relacionarem sexualmente com ele.

Em nosso quarto ato, @mucamuricoca.

Por abusar sexualmente de menores e maiores, em diversas ocasiões, durante sua carreira como influenciador.

A denúncia começa na mídia, contendo um relato por áudio do impacto causado na vida de uma das vítimas.https://t.co/ZMAh8XWvNQ pic.twitter.com/uejEWRAkvH

— Sheol (@SheolGroup) February 4, 2020

“Essa é uma história de como a influência e o dinheiro abrem caminho para a sensação de impunidade, de como muitas vezes pessoas que são idolatradas por uma comunidade estão, ao mesmo tempo, vivendo uma vida sombria e cheia de culpas em paralelo à sua boa postura na frente das câmeras e feeds de redes sociais”, relata a introdução da página dos hackers, dizendo ainda que as “vítimas foram processadas, coagidas e caladas” recebendo ameaças para não prejudicar a imagem pública de Murilo.

Os hackers contam também que nem todas as vítimas são menores de idade, havendo também meninas com mais de 18 anos que foram intoxicadas, e que as publicações sobre o assunto estão sendo excluídas pouco dias depois de virem a público. “Vítimas sendo forçadas a se contradizerem publicamente, já virou até piada de tanta gente que tem pedido a cabeça dele por aí”, diz o documento.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Resultado de imagem para muca muriçoca

A denúncia diz que a metodologia de Murilo é aproveitar da sua fama na internet para conquistar as vítimas, que recebem convites para sair em bares com ele após os eventos que frequentam. Lá, eles dizem que as meninas bebem e são coagidas a terem relações sexuais com o youtuber em hotéis. O documento é finalizado com várias capturas de tela de garotas que afirmam terem sido abusadas por ele, além de conversas do próprio alegando que está sendo acusado indevidamente.

Murilo se defende, dizendo que sempre que “ficou” com alguém, ele estava embriagado. Diz ainda que nunca encostou o dedo em uma criança. Essa afirmação, no entanto, foi desmentida por uma amiga de uma das vítimas, que afirmou que ele tinha mais de 30 anos quando se relacionou com a garota de 14. Depois da denúncia feita na terça-feira, outros relatos começaram a aparecer, fazendo com que os hackers criassem um segundo documento com mais relatos em capturas de tela de bate-papo. O caso foi levado ao Ministério Público. // CanalTech.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Imagem