:: 19/mar/2020 . 15:47

Urgente em Conquista: Chuva fortes causa estragos em ruas na tarde desta quinta-feira (19)

A chuva forte  em março que atingiu Vitória da Conquista no final da tarde desta quinta-feira (19) causou transtornos no trânsito, alagamentos e estragos, segundo a Defesa Civil. Não há registro de feridos. Conforme o último balanço divulgado pelo município nesta quinta, às 13:30 da tarde,  no centro da cidade uma dois veículos foram arrastados pela fores chuvas na avenida São Geraldo no cento da cidade. De acordo com testemunhas que entrou em contato com a nossa reportagem foram muitos a chuva provocou estragos, inundações em ruas e arrastou carros. Sendo que quando as chuvas vem a lama estraga o asfalto que fizeram na parte baixa da rua relator a uma pessoa. Houve queda de árvores e galhos pontos da cidade. A Defesa Civil informou ainda que recebeu chamados de alagamentos com intensidade nos bairros. Ainda de acordo com a Defesa Civil, ocorreu erosão no asfalto. Conforme a prefeitura, equipes da Defesa Civil, da Superintendência de Trânsito (Setran) e da Secretaria Municipal do Meio Ambiente estão mobilizadas para atender a população. Ventos fortes e volume de chuvas. De acordo com o Sistema Meteorológico do da cidade (Clima tempo), houve avanço de uma forte linha de instabilidade pela Região Sudoeste da Bahia. Assista:

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Urgente: EUA confirma que “Cloroquina”, remédio contra malária, tem eficácia contra o Coronavírus

Em pronunciamento nesta quinta-feira (19), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump disse que a droga hidroxicloroquina, ou “cloroquina” pode ter bons resultados contra o coronavírus, com base em um estudo feito na China, e poderá ser em breve aprovada pelo FDA (Food and Drugs Administration), espécie de Anvisa do país.

Na mesma conferência, um dos membros da FDA, Stephen Hahn, disse que o uso da droga ainda está em testes para descobrir como ela funciona e em que dose deve ser utilizada contra o coronavírus. A droga já é usada no tratamento de malária e também vem sendo experimentada contra o novo coronavírus na França. Durante a coletiva, Trump anunciou que qualquer cidadão poderá comprar o medicamento, desde que tenham prescrição médica. A hidroxicloroquina também poderá ser distribuída em consultas e hospitais.

Para o presidente dos EUA, a vantagem de usar um medicamento já existente é ter a certeza de que ele já foi testado e aprovado. “Se você começa a desenvolver uma droga do zero, não sabe o que vai acontecer”. “Os médicos vão distribuir o medicamento, os Estados também, vai ser excelente. Esse pode ser ou não o momento de virada”, afirmou Trump sobre os efeitos da droga no coronavírus ainda estarem sendo estudados. “Estados individuais lidam com isso, médicos lidam com isso, acho que vai ser ótimo”, diz Trump. O governo continua estudando a droga. “Poderia ser um divisor de águas, e talvez não.” A utilização dessa droga já havia sido sugerida por figuras importantes com Elon Musk, presidente da Tesla, e pelo fundador da Microsoft, Bill Gates.

O que é a cloroquina?

A cloroquina, ou hidroxicloroquina têm sido usadas no tratamento da malária desde 1944. Ela pode ser administrada antes da exposição à malária para prevenir infecções e também pode ser administrada posteriormente. Diferente do Covid-19, a malária é uma doença causada por um parasita. Pesquisas de 2005 já msotravam a eficácia da droga durante a epidemia do SARS, doença cuasada por um outro tipo de coronavírus que se espalhou pelo sudeste asiático no começo do anos 2000. Um estudo laboratorial feito in vitro, divulgado ontem por pesquisadores chineses em Wuhan, mostra que a cloroquina é eficaz em inibir a COVID-19. Segundo o estudo, por alteração do pH, a tanto a cloroquina quanto a hidroxicloroquina inibiriam a fusão do vírus com a célula do corpo, impedindo a infecção, entre outros mecanismos de ação anti-viral. Tanto o vírus causador da SARS quanto o responsável pelo COVID-19 pertencem à mesma família abrangente de coronavírus. Pesquisadores na China descobriram que os picos de proteína na superfície do vírus COVID-19 são semelhantes aos picos de proteína encontrados na superfície do vírus SARS. “Há evidências de que a cloroquina é eficaz quando analisaram a SARS in vitro com células de primatas”, disse Len Horovitz, pneumologista e internista do Hospital Lenox Hill, em Nova York ao site ABC News. Os resultados mostram que o tratamento de pacientes com pneumonia associada ao COVID-19 com cloroquina pode diminuir a internação hospitalar e melhorar o resultado do paciente.

Estudo francês: Hidroxicloroquina + Azitromicina

Na França, o Instituto Mediterrâneo de Infecção de Marselha realizou pesquisa clínica em 36 pacientes com Covid-19. De acordo com um artigo preliminar – que ainda não foi aceito para publicação em uma revista científica – seis desses pacientes eram assintomáticos, 22 apresentavam sintomas de infecção do trato respiratório superior e oito apresentavam sintomas de infecção do trato respiratório inferior. Entre o início e o meio de março, Didier Raoult, especialista em doenças infecciosas e diretor do Instituto Mediterrâneo de Infecção de Marselha e sua equipe trataram 20 deles com 600 miligramas de hidroxicloroquina diariamente em um hospital. Dependendo dos sintomas, um antibiótico conhecido como azitromicina também foi adicionado aos tratamentos. Este último é eficaz contra complicações de doenças pulmonares causadas por bactérias. Os 16 pacientes restantes não receberam o medicamento como controle.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Coronavírus: Prefeita retorna de Salvador com sintomas de Covid-19 e se isola em casa

Siméia Queiroz informou que acionou a Secretaria de Saúde de Ubatã para realização de exame a fim de atestar ou não a existência do vírus no seu organismo.A prefeita de Ubatã, município do Sul da Bahia, Siméia Queiroz em rede social confirmou na manhã desta quinta-feira (19) que apresenta quadro sintomático do novo coronavírus. Segundo ela comenta, os sintomas iniciaram dias após recente viagem a Salvador.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Urgente: Prefeitura cancela preventivamente o “Arraiá da Conquista” por causa do Coronavírus

 

Apesar de não ter nenhum caso confirmada, a PMVC achou por bem não seguir com a preparação do evento junino.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Coronavírus: OMS reavalia e volta a liberar ibuprofeno no tratamento do Covid-19

A Organização Mundial de Saúde (OMS) voltou atrás nesta quinta-feira (19) e retirou a restrição de uso de medicamentos à base de ibuprofeno no tratamento contr za a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. A restrição havia sido anunciada na última terça-feira (17). Apesar disso, o Ministério da Saúde segue recomendando que outros medicamentos sejam usados contra a doença.

Em uma publicação em uma rede social na manhã desta quinta, a pasta afirmou que, “por precaução”, recomenda “a substituição do #ibuprofeno por outros analgésicos.” Segundo o ministério, “é fundamental que a substituição de medicamentos seja feita com recomendação de um profissional de saúde.” A recomendação também consta em uma nota técnica, de 17 de março. Segundo a OMS, a organização “está ciente das preocupações sobre o uso de anti-inflamatórios não esteroidais (isto é, ibuprofeno) para o tratamento da febre em pessoas com Covid-19”. No entanto, entidade afirma que “após uma rápida revisão da literatura [pesquisas científicas], a OMS não está ciente dos dados clínicos ou de base populacional publicados sobre esse tópico”, afirmou a organização, em nota.

“Não temos conhecimento de relatos de efeitos negativos do ibuprofeno, além dos efeitos colaterais conhecidos usuais que limitam seu uso em determinadas populações”, informou a OMS. Segundo a OMS, a conclusão foi tomada após ouvir médicos que tratam pacientes com Covid-19 e após consultas a pesquisas científicas desenvolvidas até o momento sobre a doença. A organização reforça que, com base nas informações disponíveis, não há restrições ao uso de Ibuprofeno no tratamento contra a Covid-19.

Por que havia restrição contra o ibuprofeno?

Na última terça-feira (17), a OMS informou que o mais recomendado em tratamentos contra a Covid-19 era o uso de medicamentos à base de paracetamol. A indicação ocorreu após o ministro da Saúde francês alertar, no sábado (14), contra o uso do ibuprofeno, que é encontrado em anti-inflamatórios. Na semana passada, uma pesquisa científica sugeriu que pacientes com diabetes e hipertensão tratados com ibuprofeno tinham mais riscos de desenvolver quadros severos da doença. Para o infectologista Celso Granato, professor da Unifesp e diretor clínico do grupo Fleury, em São Paulo, a evidência mostrada na pesquisa não era forte o suficiente. “Existem vários outros anti-inflamatórios, antitérmicos – por exemplo, paracetamol – que têm o mesmo efeito e não têm evidência de que têm esse problema”, lembrou Granato. // G1.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Coronavírus: Sobe para 25 o número de casos suspeitos registrados em Vitória da Conquista

Imagem

Todas as amostras dos casos suspeitos de Covid-19 foram encaminhadas ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Salvador.

Até às 22h dessa quarta-feira (18), foram notificados 35 casos com suspeita clínica e epidemiológica de infecção pelo Novo Coronavírus (COVID-19) em Vitória da Conquista, de acordo com boletim atualizado divulgado hoje (19) pela Vigilância em Saúde. Desse total, 10 foram descartados laboratorialmente e 25 aguardam análise das amostras coletadas.

A Diretoria de Vigilância esclarece que o aumento do número de casos foi motivado após a ampliação dos critérios de definição de casos suspeitos, que agora inclui viajantes que, nos últimos 14 dias, retornaram de áreas onde já acontece transmissão comunitária, como São Paulo e Rio de Janeiro. A adoção do novo critério foi orientado pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS/BA), na noite da última terça-feira (17).

Todas as amostras dos casos suspeitos de Covid-19 foram encaminhadas ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Salvador, que utiliza a biologia molecular para fazer o diagnóstico da doença. Dos casos notificados que aguardam resultado, 22 estão em isolamento domiciliar e 3 estão em isolamento hospitalar. Todos estão sendo avaliados e monitorados diariamente pela equipe médica da Vigilância Epidemiológica. A Secretaria Municipal de Saúde reforça que: pessoas que estiveram em viagem para as áreas de transmissão ou em contato com pessoas desse perfil, apresentando febre ou, pelo menos, um sintoma respiratório, devem entrar em contato imediatamente com o setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde para notificação e investigação. Telefones para contato: 3429-7403/7405/7411. // Secom-PMVC.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Coronavírus: Artistas entram em alerta com cancelamento de shows e mercado já sente efeitos

Com a velocidade de casos positivos do coronavírus no Brasil e a orientação de se fazer quarentena, o mercado de shows está reavaliando seus contratos e reagendando datas para o segundo semestre e até para 2021, como é o caso de Roberto Carlos. O cantor faria mais uma edição do “Emoções em alto-mar” em Cancun, no México, previsto para outubro, e remarcou para o ano que vem ainda sem uma data certa.

A exemplo do Rei, muitos cantores, bandas e duplas sertanejas estão tentando se adequar às novas normas e apresentações que aconteceriam no próximo fim de semana serão feitas no segundo semestre. O problema é que o entorno dos artistas vem sofrendo um baque, já que muitos músicos, produtores e vendedores de shows só recebem após as apresentações dos artistas ou mais próximo da confirmação das datas.

Nesta quinta-feira, 19, o apresentador e locutor de rodeios, Cuiabano Lima, tem agendada uma reunião com o Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, em Brasília. “Como ficou muito em cima e está confuso esse negócio de voos, vou de carro mesmo e teremos uma conversa e uma vídeoconferência com demais representantes para expor nossa situação e buscar auxílio para a classe”, diz Cuiabano, que irá até o Planalto representando a ABRAPE, Associação Brasileira dos Promotores de Eventos. Com a chegada da doença e a recomendação de não aglomerações, muitos artistas já não sabem quando poderão trabalhar novamente e muitos tiveram datas canceladas. “Bruno e Marrone cancelaram 25 datas e estão tentando remanejar para o segundo semestre”, conta um produtor.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Coronavírus: China consegue “zerar” transmissão dentro do país e monitora casos “importados”

A China anunciou nesta quinta-feira (19) que nas últimas 24 horas não registrou qualquer novo caso de Covid-19, mas verificou 34 casos de infectados que vieram do exterior. Trata-se da primeira jornada sem casos locais de contaminação desde que as autoridades locais definiram, em janeiro, os critérios de contagem.

Segundo a Comissão Nacional de Saúde, estes 34 casos “importados” constituem o maior aumento diário em duas semanas. A Comissão também informou oito óbitos nas últimas 24 horas de pacientes do coronavírus, o que elevou o total de vítimas fatais na China continental a 3.245. Os números revelam que a epidemia parece estar sob controle na cidade de Wuhan, capital da província de Hubei e onde a Covid-19 foi inicialmente identificada, em dezembro de 2019. O boletim revela ainda que apenas 7.263 pacientes permanecem internados na China devido ao Covid-19, que infectou mais de 81 mil pessoas no país.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Coronavírus: OMS relaciona 41 projetos para criação da primeira vacina contra o Covid-19

Já existem pelo mundo ao menos 41 iniciativas para criação de uma vacina contra o novo coronavírus, segundo a divisão de desenvolvimento e pesquisa da OMS (Organização Mundial da Saúde). Apenas uma, porém, já chegou ao estágio de testes em humanos e apresenta alguma esperança, ainda que limitada, de chegar a um produto aprovado em menos de dois anos.

A vacina em desenvolvimento mais avançado, criada pela empresa de biotecnologia Moderna em conjunto com os NIH (Institutos Nacionais de Saúde dos EUA), entrou em ensaio clínico de fase 1 (que avalia se não é tóxica ou provoca efeitos colaterais graves), e as ações da empresa já subiram nas bolsas de valores. A estratégia usada para produzir a vacina, porém, é uma aposta ainda incerta, apesar de rápida. Ela consiste no uso de trechos de RNA (material genético do vírus) segmentados em laboratório, que tem o objetivo de precipitar o sistema imune a agir contra o coronavírus. Segundo Jorge Kalil, cientista do Incor (Instituto do Coração) que trabalha no desenvolvimento de imunizantes, a importância da aposta nessa vacina agora é que ela tem baixo risco de toxicidade.

— Quando existe uma uma crise como esta pandemia, as pessoas pensam sempre em fazer vacinas que tenham muita chance de serem seguras para passar rápido pela fase de registro 3 (a última antes de obter registro sanitário)— disse o pesquisador ao GLOBO. Ele alerta porém, que a chance de a nova vacina produzir resposta imune ainda precisa ser comprovada. — Essas abordagens como a do RNA são boas porque são rápidas e seguras, mas não costumam ser suficientemente imunogênicas. Há outros seis centros de pesquisa seguindo estratégia semelhante, correndo o mesmo risco de apostar numa estratégia ainda não validada. Se essa abordagem falhar, iniciativas com métodos tradicionais mais consagrados (e lentos) entram em cena. Um deles é o uso de vírus vivos atenuados.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Coronavírus: Número de infectados da salto no Estado e assusta baianos. 27 confirmados

Imagem

O Laboratório de Saúde Pública do Estado da Bahia (Lacen) confirmou o diagnóstico de nove novos casos do novo coronavírus (Covid-19). Os novos casos são de residentes em Salvador (8) e Porto Seguro (1). As vigilâncias municipais ainda investigam o histórico dos pacientes a fim de aferir se há ou não transmissão comunitária.

De janeiro até às 18h desta quarta-feira (18), a Bahia registrou 747 casos notificados com suspeita clínica de infecção pelo novo coronavírus, sendo 27 confirmados nos municípios de Salvador (17), Feira de Santana (5), Porto Seguro (5) e Prado (1). Outros 335 aguardam análise laboratorial e os demais foram descartados. No total, 46 municípios fizeram notificação. Ressalta-se que os números são dinâmicos e na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação.

É importante pontuar que o paciente com diagnóstico positivo para o novo coronavírus pode cursar com grau leve, moderado ou grave. A depender da situação clínica, pode ser atendido em unidades da atenção básica, unidades secundárias ou precisar de internação. Mesmo definindo unidades de referência, não significa que ele só pode ser atendido em hospital. Os casos graves devem ser encaminhados a um hospital de referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar. Outras informações podem ser obtidas no site da Sesab. O diagnóstico do coronavírus é feito com a coleta de materiais respiratórios (aspiração de vias aéreas ou indução de escarro). Na suspeita de coronavírus, é necessária a coleta de uma amostra que será encaminhada para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA). Para confirmar a doença, é necessário realizar exames de biologia molecular que detecte o genoma viral. O diagnóstico do coronavírus é feito com a coleta de amostra, que está indicada sempre que ocorrer a identificação de caso suspeito.