O assassinato da empresária Gilvanete  de Souza Nogueira, ocorrido no mês passado, chocou a população de Vitória da Conquista.

Em entrevista concedida a imprensa, a delegada da Delegacia de Atendimento a Mulher, Gabriela Garrido, destacou fatos novos sobre o caso.

Ela destacou como a empresária era querida por todos, principalmente com os lojistas da Galeria Joaquim Correia, onde a vítima tinha uma loja.

Segundo a delegada, Gilvanete morreu estrangulada e lutou para viver. “Existem fatos, até pelo estado como o autor do crime estava, que houve uma luta corporal, ela lutou para viver”, disse a delegada que ainda acrescentou a frieza do acusado, que está preso.

“Ele é muito frio, não colaborou com as investigações, o inquérito concluiu que a causa do crime brutal foi realmente a dívida de R$15 mil que ele tinha com ela”, finaliza.

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Siga nosso Instagram

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Curta nossa Pagina no Facebook

Com Informações do Blog do Rodrigo Ferraz