A estudante de administração, Luana Gurgel, de 24 anos, aguardava a chegada do primeiro filho quando testou positivo para a Covid-19, em Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão. Sem comorbidades, a jovem perdeu a batalha contra a doença e morreu no último sábado (27), horas após dar a luz ao pequeno Bento.

O caso ganhou repercussão em todo o estado neste fim de semana, após um relato feito pelo companheiro da jovem e pai do bebê, o estudante de jornalismo Cayro Yuri, de 24 anos, em uma rede social. Ao G1, Cayro Yuri conta que Luana sentiu os primeiros sintomas da doença, como dor no corpo e febre, no dia 15 de fevereiro. Por orientação médica, o casal procurou o Hospital Macrorregional de Imperatriz. Ela chegou a realizar um teste para a Covid-19, mas deu negativo. Em seguida, foi medicada e liberada.

Segundo Cayro, durante toda a semana, os sintomas persistiram em Luana, associados a tosse e falta de ar. Preocupados, o casal voltou ao hospital e após uma consulta, a equipe médica deu alta a jovem, já que seu estado de saúde não era considerado de internação. Sem um diagnóstico concreto, o casal decidiu realizar um teste para Covid-19 em um laboratório particular. O resultado deu positivo. Dois dias após o exame, Luana teve uma nova piora no estado de saúde e precisou ser internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no Hospital Macrroregional. “Passou o dia inteiro com febre, muita tosse e muita falta de ar. E quando a gente voltou essa terceira vez ao hospital, já foi para internar ela. Quando a gente chegou lá, um exame de raio-X constatou que ela estava com 50% do pulmão comprometido e a saturação estava muito baixa. E foi aí que decidiram internar ela”, conta.

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Siga nosso Instagram

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Curta nossa Pagina no Facebook

Cayro Yuri começou uma campanha nas redes sociais para conseguir a transferência da companheira para São Luís. Em poucas horas, a postagem teve centenas de curtidas e viralizou. A mobilização chegou até autoridades do estado e transferência da jovem foi garantida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). O que parecia estar se encaminhando para um desfecho feliz, teve uma reviravolta após uma piora no estado de saúde de Luana na sexta-feira (26). Por conta disso, a jovem precisou passar por uma cesárea de urgência. Em poucas horas, o pequeno Bento veio ao mundo. No sábado (27), horas após o nascimento do bebê e devido a complicações da Covid-19, a estudante não resistiu e acabou falecendo.

‘Todo cuidado é pouco’

Luana não tinha doenças pré-existentes e a gestação de oito meses seguia tranquila, até ela ter sido infectada pelo coronavírus. Ao G1, Cayro conta que a jovem ‘tinha uma saúde melhor do que a dele’ e seguia todos os protocolos sanitários para evitar ser infectada. O jovem pede que a população pare de banalizar a doença e continue dando o exemplo. “As pessoas precisam se conscientizar, porque todo cuidado é pouco. Se as pessoas tendo cuidado ainda está acontecendo isso, imagina quem não está? Imagina quem ignora tudo isso ou para quem acha que é bobagem tudo isso. Eu agora só quero mostrar que as pessoas tem que dar o exemplo, não pode banalizar esse vírus, como ele já foi banalizado”, afirma.

Bebê testa negativo para Covid-19 após parto de urgência por complicações  da doença na mãe - Imirante.com

Bento e o futuro

Logo após o nascimento, o pequeno Bento precisou ser entubado em uma ala especial e fazer dois testes para a Covid-19, devido ao diagnóstico da mãe. O teste foi divulgado nesta segunda-feira (1º), e deu negativo. O bebê já foi liberado da ala especial e foi transferido para a UTI Neonatal do Hospital Macrorregional. Segundo o pai de Bento, ele está reagindo muito bem ao tratamento, mas ainda não há previsão de alta. Juntos há 1 ano e três meses, Cayro e Luana faziam muitos planos para o futuro com o bebê. Ainda abalado com a perda da jovem, o estudante agora tenta pensar no futuro com o pequeno Bento e cumprir a promessa que fez a companheira. “Eu prometi na hora na despedida, prometi a mim mesmo que eu vou dedicar a minha vida e vou cuidar dessa criança. Ele é uma parte da Luana e do nosso amor que ficou aqui. A gente sempre conversava, ela falava ‘nosso filho vai ser um grande homem, vou educar ele para ser um homem íntegro, um homem honesto, com caráter, e minha missão é tornar esse desejo dela realidade”, conta.

Luana Gurgel era estudante de administração e não tinha comborbidades.  — Foto: Arquivo pessoal