julho 2020
D S T Q Q S S
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘Brasil’

Brutal: Jovem morta por ex-marido PM disse no Whatsapp que estava “feliz” com a separação

A jovem de 28 anos morta a tiros pelo ex-companheiro e policial militar Edgar de Oliveira Fonseca, de 33 anos, em Guarujá, no litoral paulista, já havia registrado boletim de ocorrência por violência doméstica contra ele. A informação foi confirmada por uma amiga da vítima ao G1 nesta quarta-feira (13). Segundo a colega, Débora Raquel Silva era constantemente ameaçada pelo policial. O ex-marido também efetuou disparos contra o atual namorado da vítima. Edgar está preso.

Pouco antes de morrer, a jovem trocou mensagens via WhatsApp com amigos afirmando que estava feliz na nova relação. O crime aconteceu às 23h30 de segunda-feira (11), quando as vítimas chegavam em frente à casa do atual namorado de Débora, na Rua São Pedro, no bairro Pae Cará, no Distrito Vicente de Carvalho. O PM chegou ao local de moto e efetuou disparos que atingiram a jovem e seu namorado, de 24 anos. Ela não resistiu e morreu no local. O rapaz foi resgatado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi encaminhado para o pronto socorro.

O jovem está sob cuidados médicos no Hospital Santo Amaro. Ao G1, a unidade informou que a vítima levou um tiro de raspão e seu estado clínico é estável. Débora teve com o soldado dois filhos, um menino de 7 anos e uma menina de 6. Segundo a PM, após o crime, as equipes policiais seguiram para a casa do autor dos disparos e ex-companheiro da vítima. O homem foi encaminhado à delegacia e negou envolvimento com o crime, entretanto, ele foi reconhecido pelo namorado da sua ex-companheira. De acordo com a polícia, ele alegou que havia trabalhado na PM, em Santos, até às 22h. Ainda conforme a versão de Edgar, ele não queria reatar com Débora, porque foi ele quem terminou a relação e não se importava dela estar em um novo relacionamento. A informação, porém, foi contestada por amigos próximos à vítima.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Tragédia: Mãe e filho morrem de Coronavírus em um intervalo de apenas 12 dias

Uma idosa de 69 anos e o filho dela, Júlio César Maciel de Abreu, de 46 anos, de Ferraz de Vasconcelos, morreram com Covid-19 em um intervalo de 12 dias, entre 24 de abril e 6 de maio. Viviane Cristina da Silva Vital, filha de Maria Helena, afirma houve negligência no caso da mãe, que passou por três hospitais públicos entre março e abril, foi diagnosticada apenas quando pagou por uma consulta e morreu em casa.

Dias depois de perder a mãe, o filho que ajudava a buscar tratamento para ela, foi internado no Hospital de Regional de Ferraz onde morreu. A irmã dele, Viviane, também se contaminou. A Secretaria Estadual de Saúde informou ao G1 que não existe registro de passagem de Maria Helena pelos hospitais da rede em abril. (confira resposta completa abaixo). Segundo a filha, a mãe foi atendida no Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos, no Hospital Guido Guida em Poá e no Hospital Luzia de Pinho Melo em Mogi das Cruzes. “Em nenhum desses hospitais confirmaram que ela estava com Covid. Só um médico de uma clínica particular de Suzano foi o único que desconfiou. Os outros falavam que estava com problema no coração. Nenhum diagnosticou e nem pediu exame para saber se ela estava com Covid ou não”, relata Viviane que acha que a morte da mãe foi causada por erro médico. Maria Helena deixou o marido, dois filhos e seis netos. Júlio César deixou a esposa e dois filhos.

Peregrinação na rede pública

Viviane conta que a mãe tinha uma tosse forte e tontura e como sempre ia ao hospital para levar o pai com problemas de saúde, em uma dessas consultas ela decidiu levar a mãe. Ela diz que em março esteve com ela no Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, que pertence à rede estadual de saúde. “Chegou lá, o médico disse que tudo que ela sentia era labirintite e deu remédio para isso .” Em abril, Viviane conta que a mãe passou pelo hospital foi o Regional de Ferraz de Vasconcelos, também da rede estadual. A filha conta que o médico pediu um raio-X que mostrou que o pulmão estava limpo. “Mas o médico disse que ela estava com coração grande. E a gente não sabia que ela tinha esse problema. E passou um monte de medicamento e não fazia efeito. A gente achou estranho que o quadro dela estava piorando.” Viviane afirma que a mãe começou a ter tontura, não ficava em pé e começou a ficar fraca. “Levamos ela no hospital de Poá [da rede municipal] e o médico disse que tudo que ela estava sentindo era do coração. Aí ela tomou soro, dipirona para abaixar a dor de cabeça, tomou mais soro para aumentar pressão e Dramin e mandou para casa.” A Secretaria Municipal de Saúde de Poá, responsável pelo hospital do município, disse que foram feitos todos os exames, como raio-x de tórax e eletro, entre outros. “A equipe médica avaliou como diagnóstico de hipotensão e sinusite, e Maria Helena não apresentava nenhum sintoma característico de Covid-19. Foi ministrada a medicação e a paciente foi liberada”, informou. Já a Secretaria Estadual da Saúde, responsável pelos hospitais de Mogi das Cruzes e Ferraz, informou que “não há registro de passagem da Sra. Maria Helena da Silva em nossas unidades no mês de abril. A paciente passou pelos hospitais estaduais no mês de março – dia 13 no Hospital Luzia Pinho de Melo e dia 29 no Hospital Ferraz de Vasconcelos.” Segundo a secretaria, em ambas as ocasiões ela foi avaliada por médico e inclusive passou por exames, como raio-x e eletrocardiograma e não foi constatada nenhuma alteração. “Não havia sintomas de COVID-19 e a paciente foi medicada, orientada e devidamente atendida conforme quadro clínico.”

Atendimento na rede particular

Preocupada com saúde da mãe, no dia 22 de abril Viviane pagou uma consulta com um cardiologista em uma clínica particular de Suzano. “Ele examinou, mediu a temperatura e viu que ela estava com febre. Tudo que ele perguntou para ela, ela respondeu. E ele disse que suspeitava que ela estava com Covid. Ele passou uma medicação e orientou para monitorarmos a febre dela e avisou que se tivesse falta de ar e cansaço para correr com ela para o hospital.” Viviane disse que como após o atendimento na rede pública a mãe passou a madrugada com falta de ar, no dia seguinte voltaram até a clínica paga de Suzano para fazer exames. “Quando o médico foi fazer o exame dela , ele percebeu algo errado ao colocar o aparelho nela. Ele falou que a falta de ar e o cansaço não era do coração que o coração dela estava bom. Ele disse que precisava fazer com urgência o teste do Covid-19. Pagamos na clínica e fizemos o teste. Ele orientou a não ir para o hospital e sim para casa. E mandou voltar 16h, para buscar o exame.” A filha destaca que levou a mãe arrastada para a casa. “Ela estava inquieta e pediu ventilador. De repente começou a tirar a roupa dizendo que estava com calor, mas ela estava gelada.” Viviane conta que colocou o ventilador e deixou a mãe fazendo uma inalação e foi até a clínica com o irmão, Júlio César Maciel de Abreu. Quando chegaram na porta, uma cunhada de Viviane ligou, dizendo que a mãe dela tinha parado de respirar. Como o exame não estava pronto, ela e o irmão voltaram para a casa da mãe. “Quando eu cheguei em casa vi a ambulância do Samu saindo e minha mãe tinha falecido em casa por insuficiência respiratória. Mais tarde, o médico mandou o resultado pelo WhatsApp e deu positivo para Covid-19.”

Contaminação em Família

Viviane não foi ao velório da mãe por se sentir cansada e com a respiração ofegante. O irmão mais velho dela, Júlio César Maciel de Abreu, também relatou para a irmã que não se sentia bem. No dia 27 de abril, ela diz que uma equipe da Vigilância Epidemiológica foi até a casa do pai dela. Os profissionais coletaram algumas informações e orientaram para que todos se isolassem em casa. “No apartamento ficou o meu pai, meu filho e meu irmão mais novo. Meu irmão Júlio teve tosse, perdeu olfato, paladar e me ligava. Isso mexeu com a cabeça dele. Eu dizia que estava fraca sem paladar e olfato, mas dizia para ele que era coisa da nossa cabeça e precisava pegar firme com Deus para ficar bem porque tinha meu pai para cuidar.” Ela conta que no dia 29 de abril, o irmão foi até o Hospital Geral de Guaianases, onde foi atendido. Depois, ele pagou uma consulta com um médico pela internet que receitou um antibiótico. De acordo com a irmã, Júlio César dizia que estava com dor no peito, dor de cabeça. Viviane também continuou se sentindo mal. Ela foi até um posto de saúde e, dias depois, como teve febre de quase 39 graus foi até Hospital Regional de Ferraz.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Brutal: Miss de 22 anos é morta a facadas em condomínio. Ex-namorado é procurado pela Polícia

Rafael Fernandes Rodrigues, de 31 anos, é apontado pela polícia como o principal suspeito do assassinato da Miss Manicoré, Kimberly Karen Mota de Oliveira, de 22 anos. Ela foi encontrada morta na madrugada desta terça-feira (12) no apartamento do rapaz, no Centro de Manaus. De acordo com a Polícia Civil (PC), Kimberly decidiu terminar o relacionamento de cerca de dois meses com o suspeito. Ele está sendo procurado pela polícia.

A delegada Zandra Ribeiro, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), informou que o suspeito do crime é natural de São Bernardo do Campo (SP) e há pouco tempo morava na capital amazonense. Conforme a delegada, a atual Miss Manicoré teria terminado a relação com o suspeito. Uma amiga da vítima contou à polícia que o namorado buscou a jovem no domingo (10) e a levou até o apartamento dele. “Nós acreditamos que eles tiveram alguma briga, porque eles tinham esse relacionamento que ela pôs fim. E, como ela foi morta a facadas, a gente acredita que realmente houve uma briga entre os dois e que acabou ocorrendo essa tragédia”, disse Ribeiro.

Ainda conforme a delegada, a amiga de Kimberly ligou para o tio com quem a vítima morava e informou que ela havia falecido no apartamento do namorado. O tio acionou a Polícia Militar (PM), que encontrou Kimberly morta com três facadas. A delegada Zandra Ribeiro disse que a amiga que informou sobre a morte de Kimberly é a principal testemunha do caso e ainda está sendo ouvida pela polícia. Na varanda do apartamento do suspeito, a polícia encontrou a faca usada no crime. No local, também foram encontrados os documentos do rapaz e um crachá que aponta que ele é funcionário do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Triste realidade: Vídeo feito por traficantes mostra ex-ator da Globo e da Record em “biqueira”

Vídeo de Eduardo Pires, o professor Vicente, da versão de Rebelde, da Record, viralizou na internet. Criminosos ainda “tiram onda” com ele.

Mais um famoso foi flagrado furando a quarentena e dando mau exemplo nas redes sociais. Dessa vez, um vídeo de Eduardo Pires, o professor Vicente, da versão de Rebelde, da Record, viralizou na internet. Nas imagens, ele aparece ignorando as recomendações de distanciamento social e proteção para visitar conhecidos em uma boca de fumo na Ladeira dos Tabajaras, comunidade localizada em Copacabana, na Zona Sul carioca.

“Tu vai entrar pra boca, parceiro?”, pergunta um dos rapazes que acompanha Eduardo. “Tu vai postar essa p%&#*?”, questiona o ator. “Vou não”, responde o rapaz. Eduardo então tira a roupa e fica sem camisa enquanto outro homem pergunta: “Tu é ator? Da onde?”. Eduardo então responde: “Fui da Globo e da Record”. Em seguida, ele pede um isqueiro emprestado. “Quero gravar fumando”, diz. O vídeo é cortado quando Eduardo se vira para a câmera e se prepara para falar sobre Bolsonaro. Assista:

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Auxílio Emergencial: Governo estuda extensão do benefício por mais meses, diz secretário

Imagem

“Não podemos virar a chave e desligar tudo de uma hora para outra”, disse Carlos da Costa, do Ministério da Economia.

Criado para aliviar a perda de renda da população afetada pela crise econômica gerada pela covid-19, o auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras) poderá ser mantido após o fim da pandemia. A afirmação é do secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, que participou nesta segunda-feira (11) de transmissão ao vivo promovida pelo banco BTG Pactual.

Segundo Costa, o governo discute se o auxílio emergencial e outras medidas de socorro deverão durar os três meses inicialmente planejados ou se deverão ser desmontadas gradualmente, num processo de transição para um novo modelo econômico. “Não podemos virar a chave e desligar tudo de uma hora para outra”, disse, referindo-se à possibilidade de manutenção do benefício no segundo semestre deste ano. Na avaliação do secretário, o auxílio emergencial é “extremamente liberal”, nos moldes do Imposto de Renda negativo, em que pessoas abaixo de determinado nível de renda recebem pagamentos suplementares do governo em vez de pagarem impostos.

Caso o benefício permaneça, Costa disse que o governo terá de estudar uma forma de financiá-lo e de mantê-lo. Segundo ele, o governo pode desmontar o auxílio emergencial gradualmente, conforme as medidas de recuperação econômica ou as reformas estruturais prometidas pelo governo antes de a pandemia entrar em vigor. O secretário ressaltou que a equipe econômica não estuda somente a continuidade do auxílio emergencial, mas de outras ações tomadas pelo governo. “Talvez alguns programas tenham vindo para ficar”, disse. Ele, no entanto, não detalhou quais programas poderiam permanecer além do benefício de R$ 600. Costa indicou que medidas de apoio e de desoneração das empresas possam ser mantidas. Para ele, o “novo normal” da economia brasileira será um cenário com “menos ônus” sobre os empregadores.

Financiamentos

Em relação ao programa de ajuda para microempresas, o secretário disse que os financiamentos para o setor poderão ser destravados com a sanção da lei que permite a utilização do Fundo de Garantia de Operações (FGO), administrado pelo Banco do Brasil, para cobrir possíveis inadimplências nos empréstimos. Segundo Costa, o governo injetará R$ 15 bilhões no FGO, aumentando o orçamento do fundo para até R$ 18 bilhões. Esse fundo cobrirá até 85% da perda que eventualmente deixar de ser paga às instituições financeiras que emprestarem às micro e pequenas empresas. Sobre as médias empresas, o secretário disse que o governo pretende lançar o novo Fundo Garantidor para Investimentos (FGI) e ampliar o escopo do fundo, que passará a cobrir o calote não só de investimentos, mas de linhas de crédito de capital de giro. Segundo Costa, o governo pretende aportar R$ 20 bilhões no fundo. // Agência Brasil.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

“Feijão cura Covid”: MPF entra com notícia-crime contra o apóstolo Valdemiro Santiago

O Ministério Público Federal (MPF) viu indícios de estelionato por parte do pastor Valdemiro Santiago de Oliveira, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD), que apareceu em vídeo divulgado na internet anunciando sementes de feijão com supostos poderes de curar a Covid-19. A Procuradoria Regional da República da 5ª Região, no Recife (PE) pediu nesta sexta-feira (8) que o Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) apure o caso e denuncie o pastor.

Segundo o procurador federal Wellington Cabral Saraiva, “está claro” no vídeo que o pastor “usa de influência religiosa e da mística da religião para obter vantagem pessoal (ou em benefício da igreja), induzindo vítimas em erro, pois não há evidência conhecida de cura da Covid-19 por meio de alguma divindade nem por ingestão ou plantação de feijões mágicos”. “O noticiado não fala explicitamente em pagamento, pois emprega a palavra-código “propósito”. As vítimas não fariam pagamentos, mas “propósitos”. A despeito do disfarce linguístico, o ardil está claro: os fiéis devem pagar valores predeterminados para obter feijões mágicos que os poderão curar da Covid-19, mesmo em casos graves”, afirma Wellington Cabral Saraiva.

No vídeo, o pastor Valdemiro Santiago fala da planta e pede o “propósito de R$ 1 mil” por ela. “Na última reunião de bispos e pastores, apresentando com exame, com laudo médico, gente curada de coronavírus. Em estado terminal, podemos dizer assim. Gravíssimo, num estado muito avançado. E Deus operou e fez maravilha. E tá ali o exame, para quem quiser. Seria bom uma reportagem na Globo, na Bandeirantes, na Record, no SBT, na Redetv, para mostrar ao povo o poder de Deus. Aí você vê como é importante a semente, a semeadura. Então o povo obedeceu a José e semeou na terra. E a terra deu o retorno. Toda família se fartou e conseguiu venceu a crise, a epidemia”, diz o pastor.

‘Deboche da boa-fé’

Na notícia crime enviada aos promotores de São Paulo, o procurador do MPF também afirma que o pastor Valdemiro Santiago “praticamente debocha da boa-fé de seus seguidores, informando que as sementes germinarão e na planta estará escrito ‘Sê tu uma bênção’”– que é o slogan místico-publicitário da organização religiosa comandada por ele. “Não se pode, a título de liberdade religiosa, permitir que indivíduos inescrupulosos ludibriem vítimas vulneráveis e firam a fé pública. Não se trata de coibir as pessoas em geral de professar a fé que desejarem e de cultuar as divindades de sua preferência, na forma de sua escolha. Trata-se de impedir que determinados indivíduos se valham desse conjunto de crenças para obter vantagem econômica ilegítima, valendo-se da crendice alheia, mediante sofisticados esquemas publicitários, psicológicos e tecnológicos”, argumenta o procurador.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Viralizou: Teve até um boi indo na lotérica buscar o Auxílio Emergencial. Veja no VÍDEO

Uma cena inusitada chamou a atenção de clientes de uma farmácia onde também funciona lojas e uma lotérica na cidade de Poção, no Agreste de Pernambuco. Um boi entrou na drogaria e seguiu em direção à lotérica, que fica nos fundos da loja. Em vez de derrubar os produtos ou machucar alguém, o boi seguiu para a fila do caixa.

Muitos clientes brincaram dizendo que o boi foi receber os R$ 600 do auxílio emergencial pago pelo governo federal neste período de pandemia do novo coronavírus. O caso foi registrado pelas câmeras de segurança da loja, que fica no centro da cidade de Poção. Em um dos vídeos, o animal aparece entrando na loja, indo diretamente para a área onde ficam as filas da lotérica. Em outro ângulo, o boi chega na “boca” do caixa. Assista:

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Vitorioso: “É um guerreiro”, diz neta de idoso de 106 anos que venceu o Covid-19 na Paraíba

Um idoso de 106 anos se recuperou da Covid-19, na Paraíba. Na última segunda-feira (4) ele recebeu alta do Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires depois de tratar a doença, em Santa Rita, na Grande João Pessoa. João Emiliano começou o seu tratamento no dia 21 de abril, no Hospital Clementino Fraga, onde testou positivo para doença e chegou a ser liberado, mas, devido a complicações, precisou retornar a um hospital.

O idoso recebeu alta do Clementino no dia 27 de abril e, conforme relata a neta dele, Carolinny Lima, poucas horas após chegar em casa voltou a apresentar os sintomas. Apresentou uma piora e, em uma ambulância, foi levado até a UPA de Tibiri. Na UPA foi constatada uma infecção urinária forte e, no dia seguinte, a família conseguiu um leito de enfermaria para internar José Emiliano no Hospital Metropolitano, onde chegou ainda com tosse, febre e tremores.

“Meu avô é um guerreiro de verdade, vem lutando e, quem realmente puder, fique em casa. A gente já vem sofrendo um pouquinho, com algumas dificuldades, por causa da Covid”, disse a neta Carolinny. No momento da alta, a coordenadora do Serviço Social da unidade de saúde, Carmem Meireles, expressou que “a cada plantão um desafio, uma batalha a enfrentar, mas hoje meu coração exalta de alegria pela oportunidade de acompanhar a alta. Venceremos”, enfatizou.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Brutal: Irmãos são executados enquanto dormiam, em fazenda próximo à divisa no norte de MG

Dois irmãos foram encontrados mortos nesta quarta-feira (6) em uma fazenda, que fica na zona rural de Águas Formosas (MG). De acordo com a Polícia Militar, Sara Santana Santos, de 21 anos, e Bruno Santana Santos, de 23 anos, foram atingidos por tiros na cabeça. Segundo a PM, eles estavam dormindo na fazenda do namorado da jovem, quando dois homens chegaram de moto e efetuaram disparos contra eles.

A polícia acredita que o fato esteja ligado ao tráfico de drogas, já que o namorado e a vítima foram presos em uma operação conjunta na última sexta feira (1°), em Teófilo Otoni, com uma barra de maconha e dinheiro. Eles buscaram a droga em Belo Horizonte e levavam para Joaíma. O irmão da jovem, que também foi morto, pagou a fiança dela; de acordo com a PM, o namorado da vítima continua preso. A Polícia Civil irá investigar o caso para tentar identificar e prender os autores. // Inter TV.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

 

TV: Chico Pinheiro diz que “semente de R$ 1 mil” de Valdemiro Santiago é “caso de polícia”. VÍDEO

Chico Pinheiro fala sobre Valdemiro Santiago e pergunta onde está a polícia. O pastor evangélico Valdemiro Santiago surpreendeu parte do público, após aparecer em um vídeo vendendo um suposto “feijão mágico”. O tal feijão teria poderes, segundo o pastor, até de curar doenças. Um deles é o coronavírus. Assista:

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »