julho 2020
D S T Q Q S S
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘Brasil’

Bahia: Feira comemora reabertura gradual do comércio. “Achatamos a curva”, diz prefeito

https://i.imgur.com/aVQX9BN.jpg

Com a autorização para o comércio de Feira de Santana funcionar nesta terça-feira (21), feriado nacional, após cerca de 30 dias fechado por força de um decreto municipal por conta das ações de contenção ao novo coronavírus, poucas lojas abriram as portas e o movimento de clientes foi pouco. Ainda assim, lojistas ouvidos pelo Acorda Cidade informaram que valeu a pena abrir nesse feriado e disseram que a expectativa é que o movimento aumente nos próximos dias.

Willian da Silva, gerente de uma loja de informática localizada na Senhor dos Passos, informou que o cliente que foi até a loja estava a procura de smartphones e notebooks. Segundo ele, o movimento foi razoável, mas considerado bom. “Os clientes que vieram estavam usando máscaras e o movimento superou a expectativa para um feriado. As pessoas que vieram gostaram da reabertura. A loja já estava preparada e a expectativa é que o movimento melhore a partir de quarta”, disse. Gerente de uma loja de calçados na Senhor dos Passos, Dilva Brito, também considerou o movimento fraco e disse acreditar que a partir de amanhã a circulação de pessoas melhore.

“As expectativas são muito boas, amanhã os bancos estarão abertos e isso traz movimento também. Já estamos fechados há cerca de 30 dias e estamos nessa expectativa. Mas apesar do movimento fraco neste feriado, valeu a pena abrir, pois conseguimos efetivar algumas vendas”, comemorou. Alguns comerciantes que não abriram a loja nesta terça aproveitaram o dia para limpar e arrumar o ambiente para a reabertura amanhã. Roberto Jr, proprietário de uma loja de confecções, informou ao Acorda Cidade que já está preparado para o retorno das atividades com todo o cuidado e prevenção contra o coronavírus.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Dom Estevam nomeado bispo de Ruy Barbosa pelo papa Francisco

O papa Francisco acolheu, nesta quarta-feira, 15 de abril, o pedido de renúncia apresentado por dom André Marie Gerard Camilla de Witte ao governo pastoral da diocese de Ruy Barbosa (BA).

No mesmo ato, o Santo Padre nomeou como bispo titular da mesma diocese o conquistense dom Estevam dos Santos Silva Filho, atualmente bispo auxiliar na arquidiocese São Salvador (BA). A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou agradecimento a dom André de Witte. Confira abaixo as biografias e o agradecimento.

Novo bispo emérito

Com a decisão do Papa, dom André torna-se agora bispo emérito. O procedimento está previsto no Código de Direito Canônico, que define que “ao bispo diocesano que tiver completado 75 anos de idade, é solicitado apresentar a renúncia do ofício ao Sumo Pontífice, que, ponderando todas as circunstâncias, tomará providências”. Com a aceitação da renúncia pelo Papa, o bispo emérito fica, então, desobrigado das funções concernentes ao governo de sua diocese, mas permanece no exercício de seu ministério durante toda a vida.

Dom André completou 75 anos no dia 31 de dezembro de 2019. Ele é o quarto bispo da diocese de Ruy Barbosa (BA), cargo que assumiu em 28 de agosto de 1994, após substituir dom Mathias William Schmidt. Sua ordenação presbiteral foi em 6 de julho de 1968. Foi nomeado bispo no dia 8 de junho de 1994, pelo então Papa João Paulo II. Adotou como lema episcopal a frase: “Cristo Sempre”.

Dom André Marie Gerard nasceu em Scheldewindeke, na Bélgica, em 31 de dezembro de 1944, filho de Armand de Witte e Agnes Delbeke, uma família de lavradores. Tem três irmãos e uma irmã. Entrou em 1962 no seminário interdiocesano Colégio para América Latina em Lovaina onde estudou Filosofia e Teologia.

Foi ordenado sacerdote em 6 de julho de 1968; formou-se como engenheiro agrônomo na universidade de Lovaina; de 1973 a 1975, estagiou como vigário cooperador na paróquia de Zwijndrecht. Chegou ao Brasil para trabalhar na diocese de Alagoinhas (BA) no dia 12 de fevereiro de 1976; foi integrado na equipe da pastoral rural diocesana e, depois de um pequeno estágio na paróquia de Teodoro Sampaio, foi nomeado no dia 30 de maio de 1976, junto com padre Benoni, vigário paroquial da Paróquia Divino Espírito Santo de Inhambupe.

Além da paróquia, dedicou-se, no nível diocesano, à coordenação de pastoral, de 1981 a 1988; Vigário Episcopal Zonal do Sertão e à direção espiritual do Seminário dom José Cornelis de Salvador, de 1991 a 1992. Em novembro de 1992, foi nomeado vigário geral na diocese de Alagoinhas. Na Pastoral Rural, além do apoio à Escola Família Agrícola, e à COOPERA, ele acompanhou o movimento sindical e o Assentamento de Biritinga.

No dia 8 de junho de 1994, padre André de Witte foi nomeado pelo então Papa João Paulo II como bispo da diocese de Ruy Barbosa (BA). Em 28 de agosto, foi sagrado pelo cardeal arcebispo de São Salvador da Bahia, dom Lucas Moreira Neves. Dom André assumiu sua missão episcopal como quarto bispo de Ruy Barbosa.

Foi presidente do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (IRPAA); no Regional Nordeste 3, é o bispo referencial da Comissão Pastoral da Terra (CPT); em 2015 foi eleito vice-presidente e em 2018 presidente nacional da CPT. Na CNBB, foi membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Sociotransformadora. Atualmente integra Comissão Especial sobre Mineração e Ecologia Integral.

Novo bispo da diocese de Ruy Barbosa (BA)

Nascido em Vitória da Conquista (BA) no dia 10 de abril de 1968, dom Estevam dos Santos Silva Filho foi ordenado presbítero no dia 9 de julho de 1995. Desenvolveu trabalhos pastorais, como pároco, em diversas paróquias, assessorando pastorais e movimentos. Antes de ser nomeado bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, era pároco de Nossa Senhora das Candeias (Vitória da Conquista), diretor espiritual no Seminário Maior e ecônomo da Arquidiocese de Vitória da Conquista.

No dia 29 de janeiro de 2014, dom Estevam recebeu a missão de auxiliar, como bispo, a arquidiocese de Salvador. A Ordenação Episcopal aconteceu no dia 30 de março do mesmo ano, no ginásio de esportes de Vitória da Conquista (BA), e contou com a presença de padres, religiosos e leigos. Ao explicar a escolha de seu lema episcopal que adotou: ‘Ai de mim se eu não evangelizar’, dom Estavam afirmou que, como bispo, quer sempre somar e dar a razão da esperança que é o próprio Jesus Cristo, vivo e ressuscitado. “Quero também buscar aqueles que estão afastados da religião. Quero chegar mais perto, especialmente dos jovens”, disse dom Estevam. | Ascom

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

 

Tiradentes, Brasília e Tancredo . O que eles têm em comum?


O feriado do dia 21 de abril é dedicado a homenagear Tiradentes, mártir da Inconfidência Mineira. Mas o que nem todos se lembram é que a data também marca a inauguração de Brasília como a nova capital federal, há exatos 60 anos. Foi, ainda, em 21 de abril, que era anunciada a morte do então presidente Tancredo Neves, em 1985.

Fatos políticos marcantes como estes são lembrados pelo escritor Fernando Machado em “Gastura – rastreando as profundezas da mente”. A obra recém-lançada mistura acontecimentos que fizeram história no Brasil e no mundo com a biografia no autor. Os relatos incluem sete décadas, começando pela de 1950, na capital paulista, e incluem não só a política, mas o esporte e a cultura.

Verdadeira memória viva das transformações aqui e no mundo, Fernando está disponível para entrevistas sobre seu livro e as emocionantes vivências e percepções sobre os fatos que acompanhou ao longo de tantos anos.

Fico à disposição para mais informações e agendamentos.

Carolina
(11) 95094-4793

Sete décadas na vida de um homem comum

Na autobiografia “Gastura – rastreando as profundezas da mente”, Fernando Machado intercala vivências pessoais a fatos históricos no Brasil e no mundo

O Parque Ibirapuera ainda não existia. No Cine Leblon, as sessões aos domingos de manhã exibiam Tom e Jerry.  O bonde era um veículo de locomoção usual na Avenida Conselheiro Rodrigues Alves. Os circos estavam na moda. A televisão virou uma novidade entre os vizinhos, que se reuniam na casa de quem tinha o privilégio de comprar o aparelho.

A São Paulo dos anos 1950 é o ponto de partida do escritor Fernando Machado em Gastura – rastreando as profundezas da mente. De memórias cotidianas a fatos históricos marcantes, a obra parte da ótica de quem viveu seus primeiros anos na Vila Mariana e acompanhou, no calor dos acontecimentos, os principais episódios sociais, políticos, culturais e esportivos daquela e das seis décadas seguintes.

No dia da partida final, meu pai nos preparou uma surpresa: colocou no jardim, perto do chorão social, um equipamento inusitado: móvel baixo e comprido, com três repartições, rádio, toca discos 78 rpm e alto-falante. Era chamado de hi-fi, aparelho de rádio e vitrola valvulado com som em alta fidelidade; nessa época, ainda não havia televisores. A família toda, tios, primos e vários amigos ficavam sentados na grama do jardim de casa, para ouvir o jogo, bebendo cerveja e caipirinha. Meu pai era tolerante com um pouco de bebida alcoólica para os garotos; a cada gol, havia gritaria e fogos. E foram cinco! (P. 32, Gastura – rastreando as profundezas da mente)

Assim como a final da Copa de 1958, o livro mescla passagens da vida do autor a acontecimentos no Brasil e no mundo. Da morte de Getúlio Vargas ao assassinato de John Kennedy; do golpe militar à Guerra do Vietnã; da condecoração de Che Guevara à viagem do primeiro homem pelo espaço sideral, com Yuri Gagarin. O ineditismo e fascínio da obra residem justamente aí: o autor usa sua própria biografia como “linha do tempo” para relatar fatos notoriamente conhecidos.

Hoje, no alto dos seus 75 anos, Fernando Machado apresenta mais que uma autobiografia. O escritor e engenheiro civil aposentado compartilha com o leitor cenários e visões que só quem viveu aqueles tempos poderia tão bem descrever. E, principalmente, revela sentimentos genuínos e as experiências que fazem de um menino, um homem. Neste processo de amadurecimento, o alcoolismo e a recuperação em Alcoólicos Anônimos foram partes significativas.

A minha vida particular social-alcoólica estava provocando dissabores, cada vez maiores, pois estava bebendo muito e metendo-me em uma série interminável de acidentes de carro. Numa época sem bafômetro, nem radar, a velocidade máxima permitida era sistematicamente desprezada. Além disso, vez ou outra ocorriam episódios deploráveis, no fim das noites; alguns inconfessáveis, outros perdidos na amnésia alcoólica, blecaute que causa incapacidade de lembrança de fragmentos ou de eventos inteiros do período de embriaguez da noite anterior. Apagão!  (P. 153, Gastura – rastreando as profundezas da mente) 

Lançada pela Editora Viseu, Gastura – rastreando as profundezas da mente trata de alegrias, perdas, encantamentos, dificuldades. Da simplicidade da vida e o que dá sentido a ela. A gastura que intitula a obra como forma de expressão de tudo o que incomoda e machuca não apagou as lindas memórias de uma época em que o tempo passava em outra velocidade, bem distante da pressa exacerbada trazida pelo aparato tecnológico.

Ficha Técnica: 
Título: GASTURA – rastreando as profundezas da mente
Autor: Fernando Machado
ISBN: 978 85 300 1367-7
Páginas: 262 páginas
Formato: 23×16 cm
Preço: R$ 53,90 e R$ 9,90 (eBook Kindle)
Link para compra: https://bit.ly/2UUYBP8

Sinopse do livro: Em uma viagem a Lisboa, encontrei, em uma das paredes azulejadas da estação “Saldanha” do metrô, alguns dizeres de anônimos, dentre os quais constava: “Ser autor é trazer-nos inédito o que ainda pertence ao conhecimento geral”. Minha obra traz, de incomum, um breve resumo de relevantes acontecimentos sociais, políticos, culturais, esportivos e até criminais, empregando como “linha do tempo” a minha autobiografia. Comecei abordando a infância feliz em São Paulo, há setenta anos, em uma Vila Mariana sem prédios, com poucos automóveis e muitas chácaras, situadas onde hoje se encontra o Parque do Ibirapuera. Termino minha narrativa, já nos dias atuais, com a aposentadoria em uma casa à beira-mar, na freguesia do Ribeirão da Ilha, em Florianópolis.

Sobre o autor: Engenheiro civil, formado pela Universidade Mackenzie, em 1968, especializei-me na execução de obras de engenharia sanitária, inicialmente como contratado e depois com minha própria empresa. No início do novo milênio, encerrei minhas atividades de raiz e criei um espaço multicultural, que permaneceu ativo por alguns anos, até minha aposentadoria factual e a mudança para Florianópolis onde, por fim, passei a dedicar-me à arte da escrita.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

 

Tristeza: Rapaz internado com a mãe e a irmã não resiste e morre por Coronavírus

Uma das três pessoas da mesma família que foram internadas com o novo coronavírus no litoral de São Paulo não resistiu e morreu. A vítima, o vigilante Luiz Fagner Dias Novaes, de 31 anos, estava inconsciente na UTI desde o começo do mês. Mãe e dois filhos contraíram o vírus ao se revezarem para acompanhar pai internado em um hospital de Cubatão (SP), após ter tido um AVC.

Em entrevista para o G1 nesta segunda-feira (13), a técnica de enfermagem Maria Carolina da Silva Novaes, de 39 anos, irmã de Luiz e também infectada pela doença, afirma que a mãe deles, de 59 anos, ainda não sabe sobre a morte dele. Ela está entubada e inconsciente na UTI do Hospital Guilherme Álvaro, em Praia Grande, devido a Covid-19. O vigilante estava entubado e inconsciente na UTI em um hospital de São Bernardo do Campo (SP), por falta de vagas nas unidades de saúde na região, de acordo com familiares. Ele não tinha comorbidades e praticava atividades físicas esporadicamente.

Luiz começou a apresentar sintomas após revezar com a irmã o acompanhamento do pai, que estava internado após ter tido um AVC. A mãe dos dois já havia parado de realizar as visitas após começar a se sentir mal. Ele estava internado há mais de dez dias, sendo seis na UTI. Ele testou positivo para Covid-19. Os sintomas mais recorrentes entre a família foram febre, diarreia, dor de garganta, perda de olfato e paladar, dor de cabeça e tosse forte. Por fim, veio a grande falta de ar em qualquer esforço que faziam. “Como tenho convênio, fui encaminhada para a Beneficência Portuguesa. Minha mãe está na UTI do Hospital Guilherme Álvaro e meu irmão transferido para São Bernardo”, diz. “Ela ainda não sabe que meu irmão faleceu, porque está inconsciente no hospital. Quando recobrar a consciência, uma equipe médica dará a notícia, aos poucos, para ela digerir a situação”, diz.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Luto: Cantor sertanejo Leandro Breda morre de dengue hemorrágica aos 27 anos

O cantor sertanejo Leandro Antônio Breda, 27, morreu na manhã de ontem, em Rio Claro, interior de São Paulo. Segundo o atestado de óbito a causa da morte foi dengue hemorrágica e choque hipovolêmico – quando o coração deixa de ser capaz de bombear sangue para todo o corpo.

Leandro fazia parte da dupla sertaneja Andres e Leandro. De acordo com o seu parceiro de palco, o cantor de 27 anos começou a ter os primeiros sintomas da doença, como febre e dor no corpo no último dia 5. “Na segunda-feira da semana passada ele começou a ter os sintomas de dengue normais, com algumas variações durante a semana. (teve) Dias (que) ele estava melhor, outros nem tanto. Mas na noite de sábado ele passou mal, foi para o hospital e já precisou ir para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Logo em seguida ele faleceu, foi tudo muito rápido”, conta Andres.

Andres lamentou a morte do cantor no Instagram oficial da dupla. “Dia mais que triste. Que esteja sempre em nossos pensamentos, por muito mais tempo que ficou entre nós. ‘TMJ’ (estamos juntos) meu parceiro, você daí e eu de cá. Um dia estaremos juntos novamente”, disse. O velório de Leandro foi às 15h em um cemitério da cidade e o sepultamento aconteceu às 17 horas.

Último show

Sem poder fazer apresentações ao público devido às restrições por causa do coronavírus, a dupla Andres e Leandro vinha investindo em apresentações pela internet e postagem de vídeos nas redes sociais. No dia 20 de março a dupla fez uma live nas redes sociais quando apresentou músicas próprias, além de canções conhecidas de grandes nomes da música sertaneja como Gusttavo Lima, Jorge e Mateus e Zezé Di Camargo e Luciano.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Luto: “Não sabemos como ele morreu”, diz família do cantor baiano Moraes Moreira. VÍDEO

Foto: (TV Globo / Zé Paulo Cardeal)

Segundo Eduardo Moraes, irmão do cantor, o corpo de Moraes Moreira foi encontrado após a chegada da empregada doméstica no apartamento em que ele morava. O artista vivia sozinho, segundo o irmão.

O cantor e compositor Moraes Moreira morreu na madrugada desta segunda-feira (13) aos 72 anos no Rio de Janeiro. A causa da morte ainda não é conhecida. “A gente não sabe direito o que ocorreu. Nem eu, nem as irmãs sabemos”, disse Eduardo Moraes, irmão do cantor. O corpo de Moraes Moreira foi encontrado nesta manhã no apartamento em que ele morava. O artista vivia sozinho, segundo o irmão. Relembre Moraes Moreira:

Antonio Carlos Moreira Pires nasceu em Ituaçu, no interior da Bahia,, em 8 de julho de 1947. Moraes Moreira começou tocando sanfona de doze baixos em festas de São João e outros eventos na cidade. Na adolescência aprendeu a tocar violão, enquanto fazia curso de ciências em Caculé, na região sudoeste da Bahia, em 1967.

Moraes Moreira foi homenageado no programa Som Brasil em 2009 — Foto: TV Globo / Zé Paulo Cardeal

Mudou-se para Salvador, em seguida, onde conheceu Tom Zé, e também entrou em contato com o rock n’ roll. Mais tarde, ao conhecer Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão, formou o conjunto Novos Baianos, onde ficou de 1969 até 1975. Em 1975, saiu em carreira solo. No total, ele já lançou mais de 60 discos entre a carreira solo, Novos Baianos, Trio Elétrico Dodô e Osmar, além da parceria com o guitarrista Pepeu Gomes. // G1.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Tragédia: Jovem de 18 anos morre enquanto pescava com o marido na Bahia

jovem Elis Mayane, 18 anos, morreu afogada em um rio no distrito de Santo Antônio, município de Santa Cruz Cabrália, na tarde deste domingo (12). Ela e o marido, o radialista Pato Rabane, diretor da Rádio Cidade, pescavam no local. De acordo com as informações, Elis desapareceu logo após dar um mergulho.

Uma equipe do 6º Grupamento de Bombeiro Militar suspendeu as buscas após as 18h, pois não havia mais visibilidade. Os mergulhadores retomariam os trabalhos no início da manhã desta segunda-feira (13). Por volta das 20h, o corpo de Elis Mayane apareceu em outro ponto do rio. “No local onde ela mergulhou há muita pedra e correnteza. Acredito que ela tenha sido arrastada pela força da água”, afirmou um pescador que ajudou nas buscas. O corpo da jovem deve passar por perícia, no Departamento de Polícia Técnica, somente na manhã desta segunda-feira (13). Só então será liberado para sepultamento. // Radar 64.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Bizarro: Detento tem celular apreendido após comentar na “live” de Marília Mendonça. VÍDEO

Um detento da Unidade Prisional de Anápolis, a 55 km de Goiânia, usou um celular de dentro do presídio para assistir à live da cantora Marília Mendonça. O preso “registrou” a presença com um comentário no site do show. No dia seguinte, quinta-feira (9), houve uma revista ao som de músicas da “rainha da sofrência” e o aparelho usado foi apreendido. Assista a reportagem:

“Salve do Presídio do Recanto do Sol Anápolis-GO”, escreveu o preso. A Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) informou nesta sexta-feira (10) que “foi apreendido o celular utilizado para o comentário na live de aplicativo de Internet feito por um dos custodiados do presídio”.

O aparelho está à disposição da Justiça. Ainda de acordo com o órgão, foi aberto um procedimento administrativo de investigação e que “são realizados diariamente procedimentos de revista estrutural em todas as unidades do sistema prisional goiano, por determinação do Governo do Estado”.

Live da Marília Mendonça

A apresentação da cantora foi feita na noite de quarta-feira (8). Segundo o YouTube, ela atingiu 3,3 milhões de acessos simultâneos. Durante a live, Marília também arrecadou mais de 200 toneladas de alimentos a serem doadas a famílias carentes e instituições sociais. No Twitter, dos dez assuntos mais falados, nove eram relacionados à cantora. A plataforma também registrou mais de 4,8 mil tweets no mundo que falavam sobre Marília.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Alerta: Esposa não sabe como o ator Felipe Simas pegou Covid-19. “Ele só ia no supermercado”

A mulher do ator Felipe Simas, Mariana Uhlmann Simas, confirmou neste sábado (11) no Instagram que o marido foi diagnosticado com o novo coronavírus. Felipe Simas estava na novela “Salve-se Quem Puder”, que era exibida às 19h e foi interrompida por causa da pandemia da Covid-19. Na trama, ele interpretava o personagem Téo Santamarina.

“Gente, estão me perguntando como o Fê está, como está tudo. O Fê está bem. Ele deu positivo para o coronavírus, mas ele está bem. A gente está em casa. Na verdade, a minha sogra estava aqui em casa. Então, assim que o Felipe começou com os sintomas, ela foi para a casa dela com o Joaquim e com a Maria [filhos do casal]”, contou Mariana na rede social. “Eu fiquei com o Vicente [filho mais novo]. E, como ela [a sogra] já estava com a gente, isso não ia mudar, porque ela já tinha passado a semana com a gente. E a gente está com todos os cuidados médicos, a gente tem falado com a pediatra das crianças sempre. Está tudo tranquilo”, disse.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

VÍDEO: Após matar médica na frente da filha, ex-marido morre ao arremessar carro em carreta

Kelson de Alencar Andrade morreu após colidir frontalmente contra caminhão na BR-343, próximo da Dudico, em Teresina. Kelson é o principal suspeito de ter matado a facadas a ex-mulher, doutora Carolina Nayane Brito Barbosa, dentro de um apartamento no Condomínio Colinas do Poty, localizado no bairro Primavera, na zona norte de Teresina. O crime e o acidente ocorreram na noite desse sábado (11). Assista:

Segundo a Polícia Militar, Carolina Nayane foi morta na frente da filha, com golpes de faca na região do pescoço. Na fuga, o ex-marido levou a filha e deixou ela na casa da avó. A motivação do crime ainda não foi revelada. A vítima não chegou a ser socorrida. O Instituto Médico Legal (IML) esteve no local para remover o corpo. Informações preliminares dão conta que Kelson jogou o veículo que ele dirigia contra uma carreta na BR-343. No impacto do acidente, os veículos pegaram fogo e Kelson acabou morrendo. Assista:

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »