dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: ‘Economia’

Aneel faz leilão de linhas de transmissão de energia para a Bahia e mais 12 estados

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) promove hoje (20/12), na Bolsa de Valores (B3), em São Paulo, o leilão de transmissão Nº 4/2018 para a construção, operação e manutenção de 7.152 quilômetros (km) de linhas de transmissão e subestações, com capacidade de transformação de 14.819 mega-volt-amperes (MVA).

O ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, e os diretores da Aneel devem acompanhar o leilão, em São Paulo. Os empreendimentos estão localizados em 13 estados: Amazonas, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

O leilão será dividido em 16 lotes, com investimento previsto da ordem de R$ 13,2 bilhões e geração de 28 mil empregos diretos. As instalações de transmissão deverão entrar em operação comercial no prazo de 48 a 60 meses, a partir da assinatura dos respectivos contratos de concessão.

Conquista: Preço da gasolina enfim cai nos postos da cidade e é encontrado por até R$ 4,59

Enfim, depois de muita decepção, o motorista conseguiu sentir uma redução no preço da gasolina em Vitória da Conquista. O Preço do combustível que chegou a bater a casa dos 5 reais em setembro deste ano, agora é encontrado por até R$ 4,59.

O preço da gasolina nas refinarias teve um reajuste neste final de semana para R$ 1,5585 por litro. O reajuste médio da Petrobras é de 1,60%. Esse é o segundo reajuste em dezembro. No dia 1º, o preço subiu para R$ 1,5339 e permaneceu neste patamar por quatro dias. Antes disso, estava por R$ 1,5007.

Nos dias 13 (R$ 2,2294) e 14 de setembro (R$ 2,2514), também houve elevação, mas depois ocorreram várias quedas consecutivas até o fim de novembro.

A política de preços da Petrobras para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras segue o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais dos produtos, acrescentando os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, entre outros.

Cerca de 7 milhões de pessoas foram vítimas de fraudes no Brasil no último ano, aponta SPC

Pelo menos 7,8 milhões de brasileiros foram vítimas de fraude nos últimos 12 meses de acordo com um levantamento da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Os dados apontam que a maior parte das ocorrências (41%) está ligada à clonagem de cartões de crédito.

Entre os golpes mais comuns está o uso indevido do nome para contratação de empréstimos (12%), falsificação de documentos para abertura de crediário (10%) e pagamento de boletos falsos (10%), e há ainda pessoas que foram vítimas de clonagem de cartão de débito (7%), falsificação de cheque (7%) e clonagem da placa de veículo (7%).

O SPC aponta ainda que além dos prejuízos financeiros e constrangimento, o consumidor sofre com o tempo gasto para resolver os processos burocráticos para regularizar sua situação, como comprovar que não realizou compras indevidas ou resolver uma possível negativação do CPF.

Natal deve movimentar R$ 53,5 bi na economia

Apesar da lenta recuperação da economia no país e do ambiente de incertezas, a maior parte dos brasileiros pretende manter a tradição e ir às compras neste Natal, movimento que promete aquecer as vendas do varejo em 2018. É o que revela pesquisa realizada em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). As projeções permanecem no mesmo patamar do último ano e indicam uma injeção de aproximadamente R$ 53,5 bilhões na economia.

Além disso, espera-se que mais de 110,1 milhões de consumidores presenteiem alguém no Natal de 2018. Em termos percentuais, 72% dos brasileiros planejam comprar presentes para terceiros no Natal deste ano, número que se mantém elevado principalmente nas classes A e B (83%). Apenas 9% disseram que não vão presentear — 26% porque não gostam ou não têm o costume, 23% por estarem desempregados e 17% por não ter dinheiro — enquanto 19% ainda não se decidiram.

:: LEIA MAIS »

Conquista: Problema técnico deixou mais de mil servidores da Prefeitura sem salário ontem; leia a nota oficial

O Blog  recebeu diversas reclamações de internautas sobre um possível atraso de salário da Prefeitura de Conquista com relação a alguns servidores, gerando insatisfação e muitas queixas dos trabalhadores.

Em nota, a secretaria municipal de comunicação se manifestou. Leia na íntegra:

A Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria Municipal de Administração, informa que 1.062 servidores ficaram sem receber o salário ontem (31 de outubro) devido a um problema técnico na transferência de recursos entre contas. Todos os outros servidores municipais receberam seu crédito normalmente. A Secretaria informa ainda que, tão logo tomou conhecimento do fato, resolveu o problema e os proventos já estão devidamente creditados nas contas.

Fonte: Blog do Rodrigo Ferraz

Novo reajuste: Preço da gasolina nas refinarias da Petrobras sobe 1,02%

Depois de uma semana sem reajustes no preço da gasolina, a Petrobras anunciou hoje (12) aumento de 1,02% no preço do combustível comercializado em suas refinarias.

A partir de amanhã (13), o litro da gasolina passará a custar R$ 2,2294, dois centavos a mais do que os R$ 2,2069 cobrados desde 5 de setembro.

Cubatão(SP) - Trabalhadores terceirizados adentram a refinaria de Cubatão, durante a greve dos petroleitos (Rovena Rosa/Agência Brasil)
A partir de amanhã, litro da gasolina custará R$ 2,2294 nas refinarias, dois centavos a mais do que os R$ 2,2069 cobrados desde 5 de setembro(Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil)

No mês, o litro do combustível já subiu nove centavos, ou seja, 4,3% a mais do que custava no fim de agosto (R$ 2,1375).

O reajuste será refletido nas bombas. Em Conquista a gasolina já é vendida a mais de R$ 5 o litro.

*Agência Brasil

Acordo trabalhista garante manutenção de Planserv para ex-funcionários da Ebal

Um acordo garante aos demitidos da Empresa Baiana de Alimentos (Ebal) algumas compensações, como acesso ao plano de saúde Planserv. O acordo foi assinado na última segunda-feira (20) entre ex-funcionários demitidos em massa e a Ebal. O acordo beneficia aproximadamente 1,7 mil empregados dispensados no ano passado pela empresa para viabilizar a venda dos ativos pelo Estado. O acordo foi encaminhado para o Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-BA) pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) na tarde desta terça-feira (21).

A negociação coletiva foi uma determinação judicial feita em resposta a ação civil pública movida pelo MPT contra a empresa por não ter negociado com os empregados antes de demiti-los coletivamente. O Governo do Estado da Bahia, detentor do controle acionário da Ebal, aceitou fazer o acordo após uma decisão da Justiça do Trabalho. A ação foi conduzida pela procuradora Rosineide Moura e o acordo foi negociado sob a mediação da procuradora Adriana Campelo.

Quem optar por ter acesso ao Planserv, deverá pagar contribuição mensal. O Governo tem o prazo de 30 dias, a contar da data da homologação do acordo, para enviar um novo projeto de lei destinado a alterar a legislação estadual vigente, a fim de cumprir obrigações previstas no documento. Ainda no acordo, ficou definido que a multa paga por danos morais coletivos pela Ebal, em outra ação movida pelo MPT, no valor de R$ 3 milhões, será revertida em indenização para os ex-empregados. Cada ex-funcionário terá direito a um valor calculado a partir do ingresso na Ebal através de concurso publicou ou os que estiverem dentro do prazo dos três anos que antecedem ao direito a aposentadoria. A indenização vai respeitar ainda o limite de R$ 10 mil. Caso o total das indenizações não liquide o montante pago como multa pela empresa, o valor será utilizado para pagamento de dívidas do processo.

A Ebal ainda se comprometeu a, no prazo de cinco dias, divulgar a relação com todos os nomes dos ex-empregados que se encaixem nas normas do acordo. Caso algum ex-funcionário não encontre seu nome e se enquadre nas especificações, terá prazo de cinco dias para comprovar junto à Ebal o termo de adesão individual. Os ex-funcionários que preencherem os requisitos do Planserv ou da indenização devem enviar requerimento para o endereço que deve ser informado pela Ebal no prazo de 30 dias a contar da data da assinatura do acordo.

Pela sexta vez consecutiva, dólar opera em alta: R$ 4,0732

Às 11h45, a moeda norte-americana estava cotada a R$ 4,0732. Foi a sexta alta consecutiva. Ontem (21), o dólar fechou o dia acima de R$ 4, em R$ 4,049, pela primeira vez em dois anos e meio, desde fevereiro de 2016. A alta do dólar em comparação ao real coincidiu com a divulgação de novas pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República e a indefinição do cenário político.

Conquista: Preço da Gasolina cai e chega aos R$ 4,499 em postos

A fila retornou a ser registrada em alguns Postos de Combustível em Vitória da Conquista. Dessa vez essa movimentação aconteceu devido à baixa dos preços nos produtos.A Gasolina, por exemplo, estava sendo comercializada por R$ 4,999 na noite da terça-feira (26). Em outros estabelecimentos o mesmo item bate a casa dos R$ 4,799.

:: LEIA MAIS »

INSS: análise de recursos será feita de forma automática a partir de julho

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa, no próximo mês, a fazer as avaliações de recursos de pedidos de aposentadoria de forma automática, o que deve diminuir consideravelmente o tempo de resposta ao segurado. As análises de recursos são feitas quando o órgão nega o pedido de benefício, e o trabalhador entra com pedido de nova apreciação. O novo sistema vai valer para solicitações de aposentadorias por idade e tempo de contribuição.

De acordo com o INSS, se o sistema apontar que a reclamação do segurado é procedente, o benefício será concedido de forma automática, assim como já funciona com as aposentadorias, desde o ano passado. Caso exista alguma inconsistência, só aí o processo seguirá para análise de uma Junta de Recursos.

Atualmente, todos os processos de recursos precisam passar pela análise de servidores, para somente depois serem enviados para julgamento. Esse processo faz com que os pedidos de recursos tenham tempo médio de resposta muito alto, o que o INSS quer sanar com o novo serviço. No caso do Rio, o tempo médio de espera para resposta pode superar os 100 dias, e a meta do órgão é diminuir o tempo de análise para no máximo 30 dias, nos próximos meses.

Para pedir uma reavaliação do caso, o cidadão pode fazer a solitação pelo telefone 135, no site do INSS ou em um dos postos de atendimento.