maio 2018
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: 27/maio/2018 . 20:32

Conquista: PRF escolta 7 carretas com combustíveis para a cidade

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), com apoio da PM-BA (RONDESP e CIPE), escoltou 7 veículos carregados com combustível e produtos alimentícios (carne e hortifruti) para a cidade de Vitória da Conquista, na região sudoeste da Bahia.

Realizada na tarde de hoje (27), a escolta da PRF saiu do ponto de concentração na BA 262 para a cidade de Vitória da Conquista.

Durante a negociação para a liberação dos veículos, a comunidade compreendeu a necessidade da realização do serviço de escolta, atendendo as orientações prestadas pela equipe da PRF.

Iniciadas na última segunda-feira (21), as manifestações dos caminhoneiros chegaram ao sétimo dia neste domingo (27).

Conquista: Ônibus da viação Vitória estão sem rodar por falta de pagamento de salários

Os conquistenses que precisaram utilizar o transporte coletivo na cidade neste sábado(26) foram surpreendidos com a paralisação total dos ônibus da Viação Vitória.

A frota, que já estava reduzida por causa da falta de combustíveis nos postos da cidade em decorrência da greve dos caminhoneiros, não saiu das garagens por conta de atraso de salários dos funcionários. A situação deixou cerca de 40 mil passageiros sem transporte em Conquista.

Por meio de nota, a Viação Vitória informou que 100% da frota encontra-se retida na garagem por decisão do Sindicato dos Rodoviários. A empresa destacou que a entidade sindical se antecipou e não respeitou o prazo estabelecido de aguardar até a próxima terça-feira (29) para que a Viação pudesse quitar as pendências salariais.

Ainda na nota, a Viação Vitória informou que o departamento jurídico da empresa está tomando as medidas legais cabíveis para garantir o funcionamento da quantidade mínima de ônibus determinada pela lei. A Viação Vitória informou, ainda, que tem feito esforço concentrado nos últimos dias para manter o transporte público funcionando, mesmo com todas as dificuldades causadas pela greve dos caminhoneiros.