O Comando Militar do Leste (CML) abriu um processo administrativo para apurar o que levou à morte da dentista Ingrid Balbino de Sousa Coelho Vieira, na quarta-feira (22), após o teste de aptidão física para o cargo de Oficial Temporário do Exército, no Colégio Militar, na Zona Norte do Rio.

É o segundo caso parecido em poucos dias no Rio: na quinta, um candidato ao cargo de inspetor na Polícia Civil também morreu em um teste físico. O teste de Ingrid estava agendado para às 8h e foi alterado para ser realizado às 14h30. Durante a execução de uma das fases do processo, Ingrid começou a se sentir mal. De acordo com a assessoria de imprensa do CML, “a candidata recebeu os primeiros socorros no local e foi conduzida à Unidade de Pronto Atendimento (UPA)”.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Com Informações do Vitória da Conquista Notícias

Comando Militar do Leste abriga novo gabinete da segurança - Jornal O Globo

Durante a noite, o quadro de saúde de Ingrid se agravou e ela faleceu. No Colégio Militar, o teste de aptidão física acontece após uma inspeção de saúde. Os candidatos, segundo o g1 apurou, precisam ser examinados e terem pareceres favoráveis de um médico particular e de um médico do Exército para realizarem o teste. A jovem concorria a uma vaga para oficial temporário na Odontologia – Ortodontia. A seguir, a nota da assessoria do CML:

“A Seção de Comunicação Social do Comando Militar do Leste (CML) informa que na tarde de quarta-feira, 22 de junho, a participante do processo seletivo para Oficial Temporário do Exército (OTT), Ingrid Balbino de Sousa Coelho Vieira, passou mal durante a execução de uma das fases do processo. A candidata recebeu os primeiros socorros no local e foi conduzida à Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Durante a noite, o quadro de saúde da candidata se agravou e ela veio a óbito. Foi aberto um processo administrativo para apurar as circunstâncias do ocorrido. Cabe ressaltar que o CML está prestando todo o apoio necessário a família”.